quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Viação Nordeste coloca em operação o 'mutante' Elegance

Um dos ônibus que mais chamavam atenção na frota da Viação Nordeste voltou as operações nesta semana. O antigo veículo 1100, agora renumerado para 1604, ganhou as estradas do Rio Grande do Norte na última segunda-feira, 20. Trata-se de um JumBuss 360, da Busscar, montado sob chassi Volvo B12, fabricado em 1997. Poderia ser um veículo semelhante aos demais, mas uma reforma, tornando-o um "mutante", faz com que o veículo ganhe destaque na frota.

Vereador afirma que é “inviável” votar licitação dos transportes ainda este ano

Enviado pela Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) para a Câmara Municipal no início do mês, o novo projeto de concessão do transporte coletivo em Natal deverá ser analisado pelo Legislativo apenas em 2018. Segundo o vereador Robson Carvalho (PMB), a apreciação completa da lei “levará tempo”, tendo em vista que o projeto precisará do parecer de comissões temáticas e ser discutido ao menos em uma audiência pública.

Morre no Recife o empresário Arthur Bruno Schwambach, fundador do Grupo Borborema

Morreu, aos 97 anos, o empresário e fundador do Grupo Borborema, Arthur Bruno Schwambach. De acordo com o diretor-executivo da empresa de ônibus, Frederico Barros, Schwambach faleceu na madrugada desta quarta-feira (22). As causas da morte não foram divulgadas.

O velório aconteceu no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, onde também ocorreu o sepultamento. Arthur Bruno Schwambach deixa seis filhos.

Denatran avalia sinalização com efeito tridimensional

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) está desenvolvendo um estudo técnico sobre a implantação de sinalização horizontal que provoca efeito tridimensional. Até a conclusão do trabalho, os órgãos de trânsito dos Estados e Municípios não estão autorizados a adotar esse tipo de estratégia. 

Foto: Ágúst G. Atlason

Empresas de ônibus do Rio estimam prejuízo acumulado de quase R$ 400 milhões até o final do ano

As empresas de ônibus do sistema municipal do Rio de Janeiro devem fechar o ano de 2017 no vermelho.

Segundo cálculos do Rio Ônibus, o sindicato que reúne as companhias que operam na cidade, após questionamentos do Diário do Transporte, o prejuízo acumulado desde 2013, pode atingir até o final deste ano R$ 384 milhões, em valores corrigidos, somente com congelamentos e reduções das tarifas. Depredações, perda de passageiros e incêndios a ônibus não entram nesta conta.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Obras: Dias de lentidão e engarrafamento

O primeiro dia útil de interdição do trecho urbano da BR-101 foi marcado por longos engarrafamentos desde as primeiras horas da manhã. Às 7h da manhã desta segunda-feira (20) a equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE esteve no local e acompanhou a longa fila de carros, que se formava desde o viaduto de Emaús e seguia lentamente até a entrada de Natal. A via foi parcialmente interditada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) para a construção de um viaduto e passagem de nível na altura das avenidas Maria Lacerda Montenegro e Abel Cabral.

Foto: Magnus Nascimento/Tribuna do Norte

Governo regulamenta Pró-Transporte até 2020

O Ministério das Cidades publicou nesta segunda-feira, 20 de novembro de 2017, a instrução normativa de nº 41, que regulamenta o enquadramento e seleção de propostas para obras realizadas pelo setor privado e compra de veículos de transporte coletivo para os financiamentos no âmbito do Pró-Transporte – Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana, referente ao orçamento plurianual do FGTS até 2020.

Ministério das Cidades abre linha de financiamento de obras de mobilidade urbana destinada ao setor privado

O Ministério das Cidades abre linha de financiamento de obras de mobilidade urbana destinada ao setor privado. O Avançar Cidades – Setor Privado, criado pelo Governo Federal, permite que empresas privadas, atuantes no setor de mobilidade urbana, possam acessar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por meio do programa Pró-Transporte. As intervenções vão desde a implantação de BRTs, VLTs, terminais e pontos de ônibus, até aplicativos como GPS e sistema de informação aos usuários.