domingo, 17 de julho de 2016

Obras: Mudanças de fluxo vão aliviar gargalo

Até se tornar uma via expressa, sem semáforos – o que está previsto para acontecer em meados de 2018, a BR-101 Sul que corta Natal e Parnamirim, tem gargalos que testam a paciência do motorista. Diariamente, em horários de pico, os cerca de 95 mil veículos que circulam na rodovia enfrentam congestionamentos em pelo menos dois pontos - na saída da Avenida Maria Dolores Costa/Maria Lacerda e nas proximidades de Neópolis. Em um desses trechos - proximidades da rotatória que dá acesso ao bairro de Nova Parnamirim - o trânsito muda e deve desafogar a região.

Os novos sentidos das vias devem vigorar até a conclusão dos viadutos naquela região. Com a inauguração de uma mega loja de material de construção e decoração, o trânsito deve ficar ainda mais intenso.

Em Neopólis, outro gargalo da principal entrada de Natal, vários segmentos das marginais já estão terraplanados. Nas proximidades da avenida dos Pinheirais, onde o fluxo do bairro desemboca na BR, há a previsão de um viaduto e a remoção da parada de ônibus da pista principal da rodovia.

Foto: Magnus Nascimento/Tribuna do Norte
Para amenizar o impacto da maior frequência de carros pelo local, a empresa resolveu bancar os investimentos em semáforos, recapeamento asfáltico e sinalização. Pouco mais de 16 mil metros quadrados de vias ganharam asfalto novo naquele entorno.“Essas mudanças deverão começar a partir de quinta-feira, mas ainda estão faltando algumas coisas e estou vendo aqui que vai chover”, disse o secretário Laizomar Wanderley da Silva, secretário de Trânsito e Transporte de Parnamrim, já prevendo a possibilidade de alteração de data.

Há mudanças no sentido do fluxo em três avenidas: a avenida Maria Lacerda Montenegro e seu prolongamento, avenida Maria Dolores Costa, deverão ter mão dupla; a avenida Antonio Lopes Filho, ao lado da loja Leroy Merlin, terá o tráfego invertido e passará a funcionar no sentido Centro (de Parnamirim) – BR; a rua Arnaldo Barbalho Simonete, que liga a avenida Maria Lacerda a Abel Cabral também tem o sentido invertido para dar vazão ao tráfego de uma das “mãos” da Maria Lacerda.

Nessa região, foram instalados semáforos em três cruzamentos. Um deles é na avenida Antonio Lopes Chaves com a avenida Maria Dolores. Boa parte desses vias já receberam camadas novas de asfalto. Segundo o secretário de Trânsito e Transporte de Parnamirim, o investimento no asfalto, sinalização e semáforos foi arcado pela Leroy Merlin, mas ele não falou em valores.

Os cerca de 16 mil metros quadrados de recapeamento asfáltico estão divididos da seguinte forma: 2.650 metros quadrados na avenida Antonio Lopes Chaves; 8.500 metros quadrados na avenida Maria Lacerda Montenegro; 3.600 metros quadrados no entorno da rotatória; e 1.800 metros no trecho das marginais próximo à loja de decoração e material de construção. No sentido Natal e Parnamirim, até agora cerca de 30 metros da marginal foram asfaltados em frente a concessionária Toyolex.


Condicionantes

As obras de readequação das marginais do trecho urbano da BR – 101 em Natal são de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Para a instalação da Leroy Merlin e as consequentes mudanças no trânsito, a empresa teve que assumir uma série de condicionantes, segundo do superintendente do DNIT no Rio Grande do Norte, Ézio Gonçalves Reis.

“O projeto é do Dnit e será modificado quando vier os nossos viadutos. Todas as modificações corraem às expensas da empresa. Só analisamos a obra junto com a Prefeitura”, disse o superintendente. Dentre essas condicionantes, está o espaço necessário para a construção de uma passarela que vai ter uma de suas bases no terreno da empresa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário