domingo, 4 de dezembro de 2016

PNQT: Acessibilidade e bilhetagem avançaram nos transportes. Falta de segurança é a principal preocupação dos passageiros

Os passageiros de ônibus no Brasil têm percebido melhorias em relação ao aumento da frota acessível e também ao desenvolvimento das tecnologias de bilhetagem eletrônica que auxiliam na redução das filas nos pontos de recarga. Entretanto, problemas como falta de segurança nos veículos e, principalmente, nos pontos de parada, estão entre as principais preocupações de quem utiliza regularmente o transporte coletivo no País.

É o que revela a PNQT – Pesquisa Nacional de Qualidade do Transporte, levantamento realizado de forma inédita que ouviu 47.464 passageiros entre os dias 18 e 19 de novembro em 40 cidades brasileiras.

Os passageiros responderam a questões como segurança nos pontos e nos ônibus, tempo de espera e de viagem, acessibilidade, filas para recarga da bilhetagem eletrônica, quantidade de baldeações, climatização e wi-fi nos ônibus, limpeza e conservação, entre outros.

As perguntas e as respostas foram por meio do aplicativo CittaMobi e tiveram participação direta de quem usa os transportes.

Cada passageiro pode responder uma só vez, conferindo assim mais credibilidade à pesquisa.

De acordo com os passageiros que participaram da pesquisa pelo aplicativo, os aspectos que revelam melhorias nos sistemas estão relacionados à acessibilidade e à recarga dos bilhetes de transportes.

As filas para recarga do cartão eletrônico de transporte é o ponto que recebeu melhor avaliação nos sistemas com 15,9% das respostas, seguido por acessibilidade dos ônibus que somou 14,7%.


Em relação à bilhetagem, os passageiros acreditam que a situação seria melhor se os bilhetes pudessem ser carregados por meio de aplicativos de celular para evitar filas nos postos de recarga: 81% das pessoas usariam este meio para a recarga se já estivesse disponível no sistema de transporte que as servem diariamente.


HOUVE MELHORIA NOS SERVIÇOS DE ÔNIBUS:

De acordo com a pesquisa, que ouviu 47.464 passageiros por meio do aplicativo Cittamobi, 53,6% tem opinião positiva do sistema de transporte em sua região, sendo 5,6% ótimo, 10,2% bom e 37,8% regular. Por outro lado, há pontos de melhoria para 46,3% dos passageiros questionados.


“Creio que ao realizarmos esta pesquisa e semestralmente atualizá-la, contribuímos para indicar as prioridades e urgências para o interesse de todos que é o transporte com qualidade e segurança, a principal forma de reduzir os congestionamentos e a poluição nas cidades” –  disse Edson Kuwabara, da Cittati, empresa que desenvolveu o CittaMobi.

Já o principal aspecto que precisa ser melhorado nos sistemas de transportes brasileiros é a segurança: 31,4% demonstraram preocupação com o tema, sendo que 16,2% citaram os pontos de parada e 15,2% a segurança nos ônibus.

O tempo de espera pelo ônibus no ponto de parada é outro aspecto que o passageiro deseja que melhore: 20,9% dos entrevistados disseram que este é um dos itens que desagrada na prestação de serviços.


“A pesquisa revela dados importantes que reforçam a necessidade de todos agirem de maneira conjunta. Por exemplo, segurança não é uma responsabilidade direta do operador ou do gestor de transportes, no entanto, interfere e muito na percepção dos passageiros. O aplicativo CittaMobi permite também que o passageiro colabore informando a condição de segurança do ponto de parada, bem como a sua limpeza e lotação”, afirma Edson Kuwabara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário