domingo, 22 de janeiro de 2017

Destino: Praia de Ponta Negra. Empresa: TransFlor


Ponta Negra é a praia mais famosa de Natal. Com cerca de 4 km de extensão, ostenta o Morro do Careca, o ponto turístico mais famoso de Natal, e é um dos bairros da capital potiguar que mais cresceu comercialmente nos últimos anos, com supermercados, universidades, bares, restaurantes, hotéis, boates, pequenas galerias de shopping, e até mesmo forró pé de serra – dança tipicamente nordestina.

Atualmente, quatro linhas urbanas e duas linhas opcionais ligam o bairro aos centros comerciais de Natal (46, 54, 56, 66, 54A, e 403) além de outras três que ligam bairros até Ponta Negra (26, 73 e 83). A maioria das linhas é operada pelas empresas Santa Maria e Reunidas – a empresa Nossa Senhora da Conceição opera parte da linha 83.

A concentração da Santa Maria e Reunidas em Ponta Negra se estabeleceu a partir de 2003. Antes disto, outras empresas já haviam operado as linhas do bairro, como a Viação Cidade do Sol, TransFlor e Transportes Pirangy. E a coluna Retrô de hoje apresenta a presença da empresa TransFlor nas linhas de Ponta Nega.


Infelizmente não há dados concretos que apontem as empresas que já operaram as linhas de Ponta Negra, porém, considerando que a extinta Cidade do Sol operou as linhas do bairro, é provável que as empresas Barros e Nápoles – que deram origem à Cidade do Sol – também tenham operado em Ponta Negra, durante a década de 1970. Criada em 1980, a Cidade do Sol operou as linhas até 1983, quando as linhas foram repassadas para a extinta empresa Aparecida.

Cidade do Sol já operou linhas de Ponta Negra. TransFlor assumiu linhas em 1984

Em 1984, foi a vez de a empresa TransFlor assumir as rotas, após comprar a Aparecida, e as operando até 1998 – posteriormente, as linhas foram operadas pela Pirangy, Reunidas e Santa Maria, respectivamente.

Nas décadas de 1980 e 1990, parte da região sul de Natal era operada pela TransFlor. Além das linhas de Ponta Negra, ela também atendia os conjuntos Capim Macio, Flamboyants, Pirangy e Serrambi – atualmente, com a marca ‘Via Sul’, a empresa mantém o atendimento em Pirangy e Serrambi.

Linha 54 operada pela TransFlor nos anos 1990

Em Ponta Negra, a empresa operou as linhas 46 – Ponta Negra/Ribeira, via Praça, 54 – Ponta Negra/Rocas, via Alecrim, 56 – Ponta Negra/Rocas, Via Costeira, e 66 – Ponta Negra/Rodoviária, via Campus – todas operadas atualmente pela empresa Santa Maria.


 

Linhas 46, 54, 56 e 66 operadas pela TransFlor nos anos 1990.

Além das linhas regulares mantidas até hoje, a TransFlor também operou as linhas 55 – Ponta Negra/Alecrim, via Campus (posteriormente tornou-se Serrambi/Ribeira, via Alecrim – extinta em 2010); 455 – Alimentador Vila de Ponta Negra; 85 – Ponta Negra/Praia do Meio – Corujão (chamada de “Noturna”), 46 também durante a madrugada, no Corujão, além do Povão na Praia – Ponta Negra/Pirangy, aos domingos e feriados.

Serviço "Costeira" foi operado pela TransFlor

Durante sua época em Ponta Negra, a TransFlor contou com dois serviços especiais em seus trajetos: o Costeira – com um ônibus adaptado, sem janelas, atendendo a Via Costeira; e a linha 57, com um serviço opcional e veículos com ar-condicionado e poltronas rodoviárias no trajeto Ponta Negra/Ribeira, via Praça (semelhante à linha 46). Os serviços não duraram muito tempo e foram extintos.

Na operação das linhas regulares, a frota era dividida entre as linhas do Pirangy, Serrambi, Flamboyants e Ponta Negra, com modelos diversos das carrocerias Busscar, Caio e Ciferal. Entre os chassis, predominavam os modelos da marca Mercedes-Benz, além de unidades de modelos da Volvo.

Renovação de frota da TransFlor no início dos anos 1990

A empresa ainda operou, por um curto período, a linha 83 – Felipe Camarão/Ponta Negra, via Cidade Satélite. Quando criada, a linha era divida entre as empresas TransFlor, Santa Maria e Conceição. Com a compra da Pirangy pelo mesmo grupo empresarial da Santa Maria, a operação da linha foi unificada, e a Santa Maria teve prioridade na sua operação.

Em 1998, após uma cisão empresarial, a TransFlor repassou as linhas do conjunto Ponta Negra para a empresa Pirangy – que as operou até 2001, quando foi vendida, tornando-se Reunidas. Após a empresa Reunidas assumir as linhas, elas foram transferidas gradativamente para a có-irmã Santa Maria, que ainda as opera atualmente.

Pirangy operou linhas de Ponta Negra entre 1998 e 2001

 
Terminal de Ponta Negra, próximo à Igreja do bairro, marcou empresas que operaram no bairro

 
Atualmente Santa Maria opera linhas de Ponta Negra

TransFlor tornou-se 'Via Sul' e perdeu linhas de Ponta Negra para a Santa Maria

Curiosamente, com a divisão entre os sócios, a TransFlor perdeu apenas as linhas, mas manteve a mesma quantidade de veículos. Os ônibus foram reformados e ganharam a marca ‘Via Sul’, nome fantasia existente até hoje nas linhas que opera. 

Por Thiago Martins e Thiago Morais
Fotos: Acervo UNIBUS RN / Alex Azevedo / Gabriel Romain / Google / Rubson Caetano / SEMURB

Nenhum comentário:

Postar um comentário