quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Vendas de ônibus fecham 2016 com queda de 32,92%, diz Fenabrave

A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou nesta quarta-feira, 4 de janeiro de 2017, balanço sobre a venda de veículos em todo o país.

Segundo os dados, o Brasil retrocedeu mais de 20% em relação à comercialização de automóveis. A queda em todo o ano de 2016 somou 20,19% em comparação a 2015, contando carros de passeio, comerciais leves, caminhões e ônibus. Foram neste ano 2.050.327 unidades vendidas.

Já a venda de veículos comerciais pesados, considerados uns dos termômetros das atividades econômicas e também das projeções de investimentos, foi ainda menor.

A comercialização de caminhões caiu 29,92%, somando 50.292 mil unidades. Na comparação anual de dezembro de 2015 e dezembro de 2016, a queda foi de 20,29%.

As vendas de ônibus mostram um cenário ainda pior. A queda acumulada, ainda de acordo com a Fenabrave, foi de 32,92% em 2016, quando foram comercializados 13.646 mil veículos de transporte coletivo, em relação a 2015. Na comparação entre os meses de dezembro dos dois anos, a queda nas vendas de ônibus foi de 40,42%.


São vários os fatores relacionados à crise econômica que justificam essa redução drástica no número de vendas de ônibus: o desaquecimento econômico e também as dificuldades para crédito na hora de o empresário comprar frota nova.

A crise econômica também afeta a arrecadação do poder público, seja nas esferas municipais, estaduais e Federal, o que também resulta em redução de investimentos em mobilidade urbana e demanda por ônibus novos.

A queda nas vendas de ônibus tem se acentuado desde 2014 e já ultrapassa 70% no acumulado deste período,

PARTICIPAÇÃO DE MERCADO:

A Fenabrave também divulgou a participação das fabricantes de veículos pesados no acumulado de 2016. De acordo com os dados, a Mercedes-Benz lidera tanto os segmentos de ônibus como o de caminhões, seguida da Volkswagen. No entanto, a concentração no mercado de ônibus é maior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário