sábado, 4 de fevereiro de 2017

Inspirado no Torino, Marcopolo muda o Senior Midi

O Marcopolo Senior Midi passou pelo seu primeiro facelift desde que foi lançado, em 2006. Quem esperava que ele seria idêntico ao Ideale 770, se surpreendeu com o visual, que foi claramente inspirado na atual geração do Torino.

As primeiras unidades da segunda geração do Senior Midi já foram fabricadas de cara para o mercado interno, mais precisamente para o Caminho da Escola, programa do Governo Federal que cede ônibus para transporte escolar gratuito nos municípios brasileiros, e que é característico por adaptar os ônibus conforme as condições das estradas, muitas delas de barro. O primeiro chassi a recebê-lo é o 150S21 da Iveco, mas o modelo pode ser aplicado em qualquer chassi, como o OF-1519 da Mercedes-Benz (urbano e escolar), 15-190 da Volkswagen (urbano e escolar) e Agrale MA 15.0.

A Marcopolo não alterou a parte estrutural do Senior Midi, mas fez consideráveis alterações em seu design, inspirado no Torino 2014. As lanternas arrendondadas passam a ser duas de cada lado – pisca e farol, agora agrupadas em máscaras que lembram a atual geração do Torino. Todo o desenho da dianteira também foi inspirado no Torino 2014.

A traseira já resguarda uma inspiração no Ideale 800, só que com diferenças: as lanternas traseiras em vez de três, são duas – com possibilidade de uma terceira menor. A placa passa a ser posicionada em um espaço acima do parachoque, em vez de estar no próprio.

O interior também traz mudanças na caixa de itinerário e nas calhas de iluminação, que assim como no Torino 2014, passam a ser em LED. As alterações feitas pela Marcopolo trazem como objetivo facilitar a manutenção e a intercambialidade de peças entre um modelo e outro, o que tem sido tendência nas encarroçadoras.

O Senior Midi fez sucesso em sua primeira versão, e ultimamente têm saído mais para o próprio Caminho da Escola. Apesar de muitas empresas optarem por encarroçar o Torino em chassis de 15 toneladas, a Marcopolo dispõe mais uma opção de encarroçamento nesse tipo de chassi, adequando-se às condições e aplicações das empresas.

Por Josivandro Avelar
Fonte: Portal Ônibus Paraibanos

Nenhum comentário:

Postar um comentário