quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Rodoviários param ônibus por uma hora e planejam novos protestos hoje

Motoristas e cobradores de ônibus fizeram uma paralisação de cerca de 30 minutos no fim da tarde desta terça-feira (21) em frente a sede do Sindicato dos Rodoviários, no Baldo. De acordo com Harley Davidson, diretor do sindicato, pararam os ônibus que passam pelo local. A circulação dos coletivos já foi normalizada.

Segundo ele, outras movimentações estão programadas para acontecer hoje. Os locais e horários, no entanto, não foram divulgados por questões "estratégicas" para o protesto. Ele garantiu, no entanto, que o foco é fazer paralisações em terminais de empresas que estão devendo aos funcionários e também nas garagens dessas mesmas empresas, para reivindicar o pagamento da parcela do salário.

Ele explicou que interrupção do trabalho acontece porque as empresas não pagaram a primeira parte dos salários, que deveria ter acontecido ontem, alegando falta de recursos. O pagamento dos rodoviários é feito em duas partes: a primeira, de 40%, é paga no dia 20 e os 60% restantes no quinto dia útil do mês. "A gente acredita que eles queiram forçar um aumento de tarifa, para pressionar a prefeitura, e desconta nos trabalhadores", disse Davidson.


A estudante Fernanda Januário, 19 anos, sofre de transtorno bipolar e se encaminhava para consulta médica no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), quando foi surpreendida pela paralisação repentina dos coletivos. "Agora perdi a consulta é não sei quando será a próxima, já que o atendimento é de dois em dois meses", lamentou.

De acordo com o Seturn, por causa da queda no número de passageiros, os ataques a ônibus e a queda no faturamento que aconteceram em janeiro, as empresas reprogramaram o pagamento da primeira parcela para o dia 24 de fevereiro.

Fotos: Wendell Jefferson

Nenhum comentário:

Postar um comentário