domingo, 26 de março de 2017

O sistema atual de Transporte Coletivo de Natal

O sistema de transporte coletivo de Natal é predominantemente composto por ônibus. Este modo é dividido em dois tipos de serviço: o principal deles é o Serviço Tipo Regular I, o qual é operado por seis empresas (Auto Ônibus Santa Maria Ltda., Emp. Transp. Nossa Senhora da Conceição, Empresa de Transportes Guanabara Ltda., Reunidas Transportes Urbanos Ltda., Transflor Ltda. e Transportes Cidade do Natal) em regime de permissão.

Em 2009 foi implantado o sistema de bilhetagem eletrônica, que permite a integração tarifaria temporal entre distintas linhas de ônibus, durante o período de uma hora, em qualquer ponto de embarque e desembarque localizado no percurso da linha, independente das estações de transferência.


Com relação ao desenho da rede, destaca-se a formação de ilhas urbanas, pouco relacionadas funcionalmente com a dinâmica social e econômica da cidade, o que promoveu a dispersão da população e das atividades prejudicando a atual rede pública de transporte. Devido a essa dispersão, e para se ajustar às novas necessidades do mercado, o transporte público coletivo acabou incorporando a sua rede ligações de longa distância, através de linhas diretas para os mais variados destinos (e origens) da Cidade. Com a diversificação espacial dos deslocamentos criou-se uma grande superposição de itinerários com coincidência especialmente nos principais corredores de tráfego comuns ao transporte coletivo e ao privado.


O sistema é composto por 80 linhas que realizam, juntas, 105.986 viagens mensais, que totalizam 3.964.951 quilômetros, para transporte de 6.846.416 passageiros equivalentes. Estes dados levam a um IPK equivalente de 1,73 e um Percurso Médio Mensal (PMM) de 6.364 quilômetros por veículo, considerando uma frota operacional de 623 veículos. Dados médios de 2015.



Além do Serviço Regular I existe em Natal o Serviço Regular II que foi legalizado em 1997, denominado a época de Opcional. Inicialmente, 174 permissionários foram distribuídos em 24 linhas, utilizando vans. Hoje a Cooperativa, à qual os operadores autônomos estão vinculados, informa a permanência de 107 permissionários, porém os controles operacionais da STTU identificam apenas 84, operando 21 linhas, utilizando microônibus.



A extensão média das linhas é de 34,59 Km, com uma predominância de linhas com extensão acima desta média (16 linhas correspondendo a 66,6% do total). A linha mais curta tem 15,8 km de extensão e a maior, 46,6 km.

O conjunto de linhas do Serviço Regular II(Opcional) oferece, aproximadamente, 2.000 viagens nos dias úteis, nas quais são transportados em torno de 30 mil passageiros, com uma rodagem de 69.740 quilômetros diários.


O sistema ferroviário, menos expressivo que o transporte coletivo por ônibus em Natal, é constituído por duas linhas (Norte e Sul). A Linha Norte, em via singela, possui uma extensão de 38 km, com 12 estações, sendo sete delas no Município de Natal, duas no Município de Extremoz e três no Município de Ceará-Mirim. A Linha Sul, também em via singela, com 17,7 km, possui 10 estações, sendo sete delas em Natal, uma na divisa com o Município de Parnamirim e duas neste último Município. A Estação de Ribeira, localizada na Área Central de Natal, é comum às duas linhas, permitindo a integração entre ambas.

Frota

Do ponto de vista da tecnologia veicular e operacional, os serviços utilizam veículos de tipo ônibus, micro-ônibus e “micrões”, sem maiores diferenças com respeito aos parâmetros básicos de operação.



Cadastro

A frota de ônibus cadastrada no Serviço Regular I de Natal é composta por 709 veículos. A frota operacional é de 623 veículos, a frota reserva de 86 veículos.




Fonte: STTU

Nenhum comentário:

Postar um comentário