sábado, 18 de março de 2017

Tecnologia da FRT vai integrar sistemas embarcados nos ônibus

A FRT Tecnologia Eletrônica, empresa especializada em equipamentos eletrônicos para o mercado de ônibus, prepara o lançamento de uma solução de integração dos diferentes dispositivos embarcados em um ônibus, ou seja, todos os equipamentos poderão comunicar-se, minimizando a necessidade de cabeamento elétrico. O sistema simplificará a interface não só entre os produtos da própria FRT, mas também a interface com produtos de outros fornecedores.

Segundo Raul Ferreira, diretor da FRT, entre as vantagens desse conceito, que ele chama de “Ecossistema de Tecnologia da Informação”, está a possibilidade de tornar mais simples a adição de qualquer novo equipamento a esta rede inteligente e integrar tudo, sem necessidade de criar uma nova infraestrutura. Ele ressalta que atualmente os produtos disponíveis no mercado são itens isolados, com funções individuais que sobrecarregam as equipes de manutenção das empresas de ônibus pela diversidade de fornecedores, produtos e especificações.

“Por exemplo, se o operador de uma linha de ônibus quiser implantar um sistema de contagem de passageiros, e se ele já tem um itinerário eletrônico na traseira do ônibus, não será preciso passar uma nova fiação por todo o ônibus. Basta colocar nosso aparelho que ele permitirá a comunicação entre todos os equipamentos que estiverem dentro do veículo”, explica.

A empresa gestora do transporte urbano ou rodoviário poderá receber e enviar informações de e para os produtos embarcados, através do AVL, que é um rastreador. O novo equipamento, que já está em testes em algumas cidades do país, do Chile e da Colômbia, permite integrar dados como contagem de passageiros, localização do ônibus, acusa se o motorista tentou movimentar o veículo com a porta aberta e em que local. O produto também facilita a manutenção porque permite um diagnóstico remoto de falhas e quando o veículo retorna à garagem o operador já está informado do que tem que ser checado naquele carro, reduzindo os tempos de manutenção. “Este produto não é um sistema de gestão de frotas, mas nós podemos prover informações para um sistema de gestão de frotas”, afirma Ferreira, acrescentando que a solução pode integrar também qualquer equipamento, como por exemplo um letreiro eletrônico, a sistemas de bilhetagem de diferentes empresas.

Segundo Ferreira, todos os produtos comunicam-se através de uma rede CAN própria (não confundir com a rede CAN dos chassis, que é usada para controle do motor). A empresa prepara o lançamento também de outros produtos ainda no primeiro semestre deste ano, todos agregados à mesma estrutura de comunicação. Serão lançados itinerários eletrônicos, o APP (Anunciador de Próxima Parada), o AVL (Rastreador) e o MPI que conta todos os passageiros que entram e saem do ônibus identificando a porta, local, data e hora e com a capacidade de distinguir se são crianças ou adultos.


“Equipamentos como o AVL, o APP e o MPI utilizam a informação do GPS. No novo sistema da FRT há somente um GPS no veículo e os equipamentos que necessitam desta informação podem acessá-la pela rede que conecta todos”, diz.

Entre os produtos da FRT que já são comercializados está o Anjo da Guarda, equipamento que bloqueia a porta do ônibus para que não ande de porta aberta; os itinerários eletrônicos e o anunciador de próxima parada.

“A partir do segundo semestres novos produtos serão adicionados, permitindo mais informação aos passageiros e à empresa sobre a condução e controle do veículo, controle de jornada e o consumo de combustível. O mais importante é simplificar e diminuir a necessidade de dispositivos embarcados, reduzindo o custo de implantação, de manutenção e inclusão de novos sistemas eletrônicos embarcados”, declara Ferreira. A FRT é uma empresa nacional, criada em 1989, com sede em Recife.
Com informações: Transporte Moderno

Nenhum comentário:

Postar um comentário