domingo, 23 de abril de 2017

Retrô: 9 mentiras e 1 verdade sobre a história do transporte de Natal


Se você acessou redes sociais ao longo da última semana semana, com certeza se deparou com a brincadeira ‘9 verdades e 1 mentira’. O jogo consiste em publicar dez fatos curiosos da sua própria vida, para que os amigos elejam qual daqueles fatos não é verdade. Vence o jogo quem acertar a mentira.

O UNIBUS RN resolveu participar da brincadeira e a coluna Retrô de hoje apresenta ‘as 9 mentiras e 1 verdade sobre a história do transporte de Natal’. A baixo, apresentamos 9 fatos verídicos e um falso presentes na história do nosso transporte.


Vamos ao jogo:

1. A linha 18 já foi operada pela empresa Pirangy.

2. A empresa Pirangy pertenceu a um grupo empresarial do Rio de Janeiro.

3. Rodotur e Cidade Alta, de Pernambuco, e Cidade do Sol e Cidade das Dunas, do Rio Grande do Norte, foram originadas da mesma empresa.

4. A Prefeitura do Natal cogita licitar o transporte urbano desde o ano de 2001.

5. Todos os prefixos finais dos ônibus da Cidade das Dunas e Cidade do Natal são ímpares.

6. A TransFlor (ViaSul) foi a primeira empresa a ter um ônibus com elevador para deficientes físicos em Natal.

7. Em 2008, a empresa Guanabara ainda operava a linha 19A.

8. Atualmente, é a segunda vez que a empresa Nossa Senhora da Conceição utiliza o nome 'Conceição' como logomarca em seus ônibus.

9. Natal copiou projeto de outras cidades para a implantação do ônibus a gás nos anos 80.

10. Antes de surgir à empresa Oceano, a linha Extremoz/Natal era operada pela empresa Guanabara – que é proprietária da Oceano.

E aí? Você já sabe qual dos fatos é mentira?

Pense mais um pouco...

Está em dúvida?

Decida...

...

Vamos ao resultado!

1. A linha 18 já foi operada pela empresa Pirangy.
VERDADEIRO! A linha 18 (Bairro Nordeste/Campus), operada atualmente em apenas dois horários diários e sem perspectivas de continuidade após a licitação planejada pela Prefeitura de Natal, já foi operada pela empresa Pirangy. O registro é dos anos de 1990. Posteriormente, a linha foi repassada à empresa Guanabara, que ainda opera até hoje.

Linha 18 já foi operada pela empresa Pirangy

2. A empresa Pirangy pertenceu a um grupo empresarial do Rio de Janeiro.
VERDADEIRO! No final dos anos 90, a antiga Transportes Pirangy foi vendida ao grupo Coesa, que opera linhas na região metropolitana do Rio de Janeiro. Com a compra, a empresa recebeu dezenas de veículos vindos da cidade maravilhosa, como os GLS Bus e Urbanus. Os sócios cariocas permaneceram na Pirangy até 2001, quando ela foi vendida ao grupo A. Cândido, tornando-se a Reunidas, que opera até hoje linhas em Natal.

Pirangy recebeu ônibus ex-Rio após compra da empresa

3. Rodotur e Cidade Alta, de Pernambuco, e Cidade do Sol e Cidade das Dunas, do Rio Grande do Norte, foram originadas da mesma empresa.
VERDADEIRO! Elas todas surgiram a partir da empresa Nápoles, que operou linhas urbanas em Natal e em Pernambuco – além da linha rodoviária Natal/Recife/Natal. Com o fim da Nápoles, os sócios montaram outras empresas – porém, seguindo o padrão de pintura que lembrava a Nápoles. Em Pernambuco, foram criadas a Rodotur e a Cidade Alta, e em Natal a Cidade do Sol, e posteriormente a Cidade das Dunas.

 
Em Pernambuco, Rodotur e Cidade Alta...

 
... no RN, Cidade do Sol e Cidade das Dunas

4. A Prefeitura do Natal cogita licitar o transporte urbano desde o ano de 2001.
VERDADEIRO! Infelizmente, o tema licitação dos transportes de Natal é discutido há muito tempo – e parece que está longe de chegar ao fim. No registro do jornal Diário de Natal, há o destaque para o desejo da Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) para licitar o transporte da capital em 2001 – o que ainda não aconteceu, 16 anos depois.

Interesse da STTU em licitar é antigo

5. Todos os prefixos finais dos ônibus da Cidade das Dunas e Cidade do Natal são ímpares.
VERDADEIRO! Desde que foi criada, em 1996, a Dunas segue esse padrão, que se manteve na Cidade do Natal – surgida em 2008 para operar as linhas urbanas. Os prefixos das duas empresas se complementam, e todos têm o final ímpar.

 
Cidade das Dunas e Cidade do Natal têm prefixos ímpares

6. A TransFlor (ViaSul) foi a primeira empresa a ter um ônibus com elevador para deficientes físicos em Natal.
VERDADEIRO! A TransFlor foi a empresa a disponibilizar o primeiro ônibus com elevador de Natal. Era um Torino, da Marcopolo, que operou a linha 51 (Pirangy/Rocas, via Praça).

TransFlor teve o primeiro ônibus com elevador de Natal

7. Em 2008, a empresa Guanabara ainda operava a linha 19A.
VERDADEIRO! A linha 19A era um complemento da linha 19 (Rodoviária/Ribeira), operada em horários específicos. A 19A atendia o trajeto Rodoviária/Petrópolis.

Linha 19A era operada pela empresa Guanabara

8. Atualmente, é a segunda vez que a empresa Nossa Senhora da Conceição utiliza o nome 'Conceição' como logomarca em seus ônibus.
VERDADEIRO! Curiosamente, há uma troca de logomarcas da empresa com seus nomes: assim que foi criada, em 1992, a empresa utilizava ‘Nossa Senhora da Conceição’ em seus ônibus; logo em seguida, ao longo dos anos 90, reduziu a marca para ‘Conceição’. Nos anos 2000, voltou a utilizar ‘Nossa Senhora da Conceição’, e desde 2011, quando foi vendida ao grupo empresarial pernambucano Itamaracá/Cidade Alta, voltou a utilizar ‘Conceição’, estando assim até hoje.

Empresa utiliza pela segunda vez o nome 'Conceição' nos ônibus

9. Natal copiou projeto de outras cidades para a implantação do ônibus a gás nos anos 80.
FALSO! Um dos poucos marcos do transporte coletivo de Natal é o pioneirismo na implantação e utilização do ônibus a gás, entre o final dos anos 80 e início dos anos 90. O transporte de Natal destacou-se nesta área, até que o Governo Federal – que subsidiava o projeto – cortou investimentos, e o projeto tornou-se inviável.

Natal teve projeto piloto dos ônibus a gás

10. Antes de surgir a Oceano, a linha Extremoz/Natal era operada pela empresa Guanabara - que é proprietária da Oceano.
VERDADEIRO! A própria Guanabara operava as linhas metropolitanas curtas, como Extremoz/Natal e Santa Rita/Natal. Havia apenas modificação dos prefixos dos ônibus que operavam em Natal. Quando a Oceano surgiu, no início dos anos 2000, as operações foram repassadas a nova empresa, que era destinada as operações metropolitanas da Guanabara.

Guanabara operava linha Natal/Extremoz antes da Oceano

Acertou? Parabéns!

Se não acertou, o UNIBUS RN espera que você tenha gostado de conhecer fatos e informações referentes à história do nosso transporte.

Por Thiago Martins e Thiago Morais

3 comentários:

  1. Eu adorei, de todos não sabia da TransFlor, jurava que ela junto com as outras tiveram seus primeiros adaptados no projeto Transporte Cidadão. Adorei! Excelente Matéria.

    ResponderExcluir
  2. O primeiro ônibus com elevador de Natal era um Torino 83 ou um Torino 89?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Leo Feitoza, infelizmente não temos registro de qual carroceria e modelo seja o ônibus em questão. Uns suspeitam que seja um Marcopolo San Remo outros falam em Torino LN, mas o certo mesmo é que se trata de chasis Volvo modelo B58, provavelmente fabricado em 1989 ou 1990.
      Agradecemos sua visita.

      Excluir