terça-feira, 11 de julho de 2017

Macapá usará biometria facial para evitar fraudes nos ônibus

A partir de agosto desse ano os ônibus do município de Macapá, capital do Amapá, contarão com um sistema de biometria facial para reconhecer o passageiro que cometer fraude com o cartão. A medida já estava em fase de teste em outros municípios.

A nova tecnologia chegou ao País em 2013, e vem ganhando força em várias cidades brasileiras, pois é um mecanismo eficiente de combate às fraudes nas gratuidades. Estima-se que em média as fraudes respondem por 20% do custo do sistema.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap), 25% dos usuários passam o cartão sem ter de fato direito ao benefício. Esse uso indevido, que faz com que 25% das pessoas não paguem, ou paguem menos do que o devido, gera um ônus financeiro significativo. Recuperar esse dinheiro significa investir no sistema de ônibus, inclusive colocando mais veículos nas ruas.

O dado motivou a urgência na implantação da nova tecnologia, que conta com um software de reconhecimento facial para reconhecer o passageiro cadastrado.

Funciona assim: uma câmera instalada próximo ao validador irá registrar fotos do passageiro cada vez que o cartão que dá desconto na passagem for usado. As imagens serão enviadas para um servidor e um programa de reconhecimento facial vai comparar com a foto do titular do cartão, previamente cadastrado.

Caso a fraude seja constatada o passageiro será submetido a uma inspeção visual e, confirmado, terá seu cartão imediatamente bloqueado. Para o desbloqueio será necessário o pagamento de uma taxa de R$ 41,25. A reincidência do ato implicará no bloqueio do cartão por seis meses.

Alguns veículos já estão circulando em Macapá com os novos equipamentos, mas a fase ainda é de teste.

LEVANTAMENTO DA NTU – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DAS EMPRESAS DE TRANSPORTADORES URBANOS:

Segundo levantamento realizado pela NTU em 2016, o sistema de biometria facial já estava presente nas seguintes cidades brasileiras:

Campinas (SP) = desde janeiro/2016

Campo Grande (MT) = desde agosto/2015

Caruaru (PE) = desde maio/2015

Cascavel (PR) = desde setembro/2013

Florianópolis (SC) = desde julho 2014

Fortaleza (CE) = desde junho/2013

Limeira (SP) = desde julho/2014

Manaus (AM) = desde novembro/2015

Porto Alegre (RS) = (não informado)

Ribeirão Preto (SP) = desde setembro/2015

Rio de Janeiro (RJ) = desde dezembro/2015

Santa Maria (RS) = desde janeiro/2016

São José dos Campos = desde maio/2015

São Luís (MA) = desde julho/2015

São Paulo = desde dezembro/2015

Uberlândia (MG) = desde janeiro/2014

Vitória (ES) = desde janeiro / 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário