domingo, 16 de julho de 2017

Novas faixas exclusivas serão testadas em 70 dias

Em busca de reduzir o tempo de viagem da população no transporte público de Natal, a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) está realizando estudos técnicos para melhorar a fluidez no trânsito, principalmente, nas vias que seguem em direção a zona Norte da capital. Com a implantação emergencial do contra-fluxo das 17h às 19h na Ponte Newton Navarro, as próximas faixas exclusivas devem ser testadas em até 70 dias, nas Avenidas Mário Negócio e Felizardo Moura.

InterTV Cabugi/Reprodução

De acordo com Newton Filho, técnico do Departamento de Estudos e Pesquisas da STTU, “as zonas Oeste, Leste e Sul já tiveram intervenções que melhoraram muito o fluxo do transporte público. A medida adotada na zona Norte vêm para suprir uma demanda emergencial, devido ao conjunto de obras do Pró-Transporte, e o grande fluxo para a região”, afirmou.

Com a medida na ponte, a STTU visa diminuir em quase 90% o tempo de deslocamento dos ônibus, durante o horário de pico, que hoje é de cerca de 40 minutos, e garantir o cumprimento dos quadros de horários de mais de 300 linhas do transporte público que passam diariamente pelo local. A operação está sendo realizada em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagens do RN (DER)– órgão responsável pela obra e associado ao Fórum de Trânsito e Transporte da Região Metropolitana de Natal (FPTT). As obras do anel viário, que ocasionam o trânsito e os desvios na área, iniciaram em 2009, mas ainda não possuem previsão de conclusão.

Desde as obras feitas para a Copa do Mundo, em 2014, até hoje, o trânsito na capital potiguar tem passado por várias modificações. Corredores exclusivos e semi-exclusivos para ônibus, ciclovias, fluxo em apenas um sentido em algumas avenidas principais e desvios ocasionados por obras inacabadas. Diante disso, a população de Natal segue se adequando ao novo fluxo do transporte público e aguardando melhorias. “Temos trabalhado de acordo com a Política de Mobilidade Nacional, priorizando o transporte público e criando corredores na cidade”, informou o técnico do Departamento de Estudos e Pesquisas da STTU, Newton Filho. Segundo ele, as melhorias devem ficar mais visíveis com a conclusão das obras e quando as mudanças se firmarem no dia a dia da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário