segunda-feira, 7 de agosto de 2017

De Macau para Salvador, de Nacional

Afinal, o Brasil foi descoberto na Bahia, ou no Rio Grande do Norte? Segundo historiadores, há fortes evidências de que os portugueses tenham chegado às terras brasileiras através do RN, e não pela Bahia, como nos conta a história tradicional. Talvez só uma viagem no tempo para esclarecer a dúvida. Infelizmente o UNIBUS RN ainda não pode proporcionar essa volta no tempo até o ano de 1.500, mas podemos propor um retorno até a década de 1990, quando a Viação Nacional ligava o Rio Grande do Norte a Bahia através da linha Macau/Salvador, via Natal.



A imagem foi destaque na última semana, e pertence ao acervo de Alex Avezedo, que pesquisou sobre o tema e descobriu que, naquela época, Macau era uma cidade em crescimento e contava com varias empresas operando com grandes linhas tendo Macau como origem. A linha Macau/Salvador era um exemplo. O trecho tinha alta demanda, e ainda atendiam ao município de Mossoró - segunda maior cidade do RN, distante 130 km de Macau - antes de ir para Natal, e da capital, partir para Salvador.

E não parava por ai não: Quando chegava em Salvador, a linha seguia para o Rio de Janeiro. A Nacional, inclusive, vendia passagens para o trecho Macau/Rio de Janeiro, levando os usuários da Costa Branca do RN para a Cidade Maravilhosa. As passagens eram vendidas no antigo terminal rodoviário Gustavo Cabral, em Macau - já demolido.


Atualmente, a Viação Nacional ainda opera linhas interestaduais a partir do Rio Grande do Norte, ligando o estado a outros estados do Nordeste e a região sul do Brasil, como a linha Natal/São Paulo. No RN, também é de responsabilidade da Nacional a linha Mossoró/Rio de Janeiro.


Em Macau, a principal ligação com outros municípios é feita pela Expresso Cabral, empresa operadora de linhas intermunicipais do Estado.


PS: Ficou interessado(a) na possibilidade de o Brasil ter sido descoberto no RN? Confira mais neste link.

Acervo: Alex Azevedo
Fotos: Alex Azevedo / João Paulo Nascimento Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário