sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Empresa Santa Maria receberá os primeiros Euro V de sua frota

A empresa Santa Maria, uma das seis operadoras do transporte público de Natal, deverá receber os primeiros veículos de sua frota com a tecnologia de motores Euro V. Implantada no Brasil em 2012, a Santa Maria e a Conceição eram as únicas empresas que atuam no transporte municipal de Natal que, até então, não tinham ônibus atendendo regras menos poluentes.


Os ônibus deverão vir usados de outras empresas do mesmo grupo da Santa Maria, que operam linhas no estado da Paraíba, e são do modelo Torino GVU, com chassi Mercedes-Benz OF 1721 E5. Pelo menos quatro veículos com os motores que possuem o nível reduzido de emissão de gases poluentes irão operar em Natal: 02052, 02054, 02057 e 02072.

 

Quem também receberá veículos em configuração semelhante é a Reunidas, empresa que pertence ao mesmo grupo empresarial da Santa Maria, que opera linhas na zona norte da cidade. Até o momento já foram flagrados 4 veículos: 0844 (este deverá ser renumerado), 0854, 0855 e 0874. Diferente da Santa Maria, a Reunidas já tinha em sua frota modelos com motores Euro V. Os veículos são parte do processo de renovação das empresas, implicando na melhor idade média de suas frotas.


Leia também:

ENTENDA A TECNOLOGIA EURO 5

A legislação PROCONVE P7 é uma evolução do PROCONVE, cujo principal objetivo é reduzir o nível de emissão de gases poluentes na atmosfera. O PROCONVE é regulamentado pelo CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) desde 1986, quando o programa foi criado. Já o título EURO 5, surgiu de uma alusão à legislação europeia que cumpre este papel regulamentador (atualmente na Europa está em vigor a EURO 6).

As principais metas do EURO 5 são:
  • Diminuir em cerca de 60% as emissões de Óxido de Nitrogênio (NOx) e em até 80% as emissões de partículas promovidas pelos atuais modelos com a tecnologia EURO 3.

Junto ao CONAMA, outros órgãos públicos de âmbito federal, estadual e municipal também participam da regulamentação do PROCONVE. Além das instituições públicas, algumas associações também acompanham o desenvolvimento do PROCONVE, e essas associações vão de defensoras dos recursos ambientais à representantes dos fabricantes de motores e veículos.

Objetivos gerais do PROCONVE:
  • Promover o desenvolvimento tecnológico brasileiro;
  • Promover a melhoria das características dos combustíveis;
  • Desenvolver programas de vistoria dos veículos em uso;
  • Conscientizar a população sobre os danos provocados pela poluição veicular.   

As mudanças que o EURO 5 provocou nos ônibus e caminhões brasileiros envolvem o funcionamento dos motores, ou seja, a recirculação dos gases de escape e no uso de um combustível com um teor bem menor de enxofre, o S50.

Os motores que atendem às exigências do EURO 5, são de dois tipos: os que trabalham com a tecnologia SCR (Selective Catalytic Reduction/Redução Catalítica Seletiva) e os que funcionam com a tecnologia EGR (Exhaust Gas Recirculation/Recirculação dos Gases). Sendo que o primeiro, necessita do componente ARLA 32 (ureia) para funcionar, enquanto que para o segundo, o componente é dispensável.


Fotos: Divulgação/Daniel Silva/Rubson Caetano

Nenhum comentário:

Postar um comentário