quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Empresários protestam contra reurbanização da Roberto Freire

Empresários, comerciantes e trabalhadores do setor de comércio, bares e restaurantes que atuam no entorno da Avenida Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul de Natal, protestaram na manhã desta quarta-feira (2), no semáforo que fica em frente à Feirinha de Artesanato de Ponta Negra.

Foto: Felipe Galdino/NOVO

Os manifestantes querem um projeto diferente do atual. Segundo o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Rio Grande do Norte (Abrasel), Arthur Fontes, há necessidade de se fazer adequações na avenida, uma das mais movimentadas da capital. Contudo, ele vê o projeto, da forma como está atualmente no papel, trazendo mais danos do que benefícios.

Faixas com mensagens contra a obra foram estendidas para que motoristas e pedestres vissem o descontentamento. "Há alternativas mais inteligentes", dizia uma delas.

A maior reclamação do grupo é a implantação de trincheiras no decorrer da via. Segundo os empresários, os equipamentos prejudicam os estabelecimentos comerciais. Como exemplo, Fontes dá o Viaduto do Baldo, na Zona Leste de Natal, e o complexo viário construído no entorno da Arena das Dunas, para a Copa do Mundo.

"Desde os primeiros viadutos feitos em Natal temos problemas, como no Baldo, que hoje é uma 'zona morta', onde nem posto de gasolina sobrevive. Mais recentemente as obras com viadutos e trincheiras na Avenida Prudente de Morais sacrificaram toda aquela região. Você me vez de paisagem fica com uma pilha de concreto na sua frente. Isso para lazer, bar e restaurante, é mórbido você está em uma mesa e ter uma parede de concreto tampando sua visão", disse Arthur Fontes.

Novo Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário