domingo, 6 de agosto de 2017

Retrô: Os Ligeirinhos da empresa Conceição


O "Ligeirinho" foi uma inovação do sistema de transporte urbano de Natal, lançado em 1999, com o propósito de oferecer viagens mais confortáveis e tranquilas para os usuários. A operação das linhas eram feitas obrigatoriamente por micro-ônibus, que não transportavam os usuários em pé e o pagamento da tarifa era feito apenas por passagem inteira ou vale-transporte - não transportando, portanto, estudantes e gratuidades. O valor da tarifa e as linhas eram as mesmas operadas pelos ônibus convencionais.



A empresa Conceição foi uma das primeiras a aderir ao projeto. No lançamento do Ligeirinho, a empresa recebeu quatro unidades do modelo Senior GV, fabricados pela Marcopolo, montados sob chassi Volkswagen 8.150 OD. Os veículos tinham pintura diferenciada: contavam com o slogan de “Natal, 400 anos” – fazendo referência aos 400 anos que Natal completara em 1999 –, a logomarca das empresas, aliada ao nome “Ligeirinho”, e o número de ordem do carro (de acordo com cada empresa).


Os Ligeirinhos receberam as numerações 99001, 99003, 99005 e 99007 - já que na época, as empresas de ônibus urbano utilizam o ano do ônibus aliado a numeração do veículo. Um quinto veículo ainda fez parte da primeira remessa dos Ligeirinhos da empresa: carro 99009, de carroceria Busscar Micruss, também com chassi VW 8.150 OD.


Inicialmente, os micro-ônibus foram destinados à linha 71 - Felipe Camarão/Petrópolis, e com a ampliação do Ligeirinho, ganharam novas rotas da empresa.

Nos anos 2000, quando o Ligeirinho ganhou um novo layout, com a imagem de um coelho - fazendo a referência a agilidade - a Conceição também foi pioneira, sendo a primeira empresa a receber os veículos - desta vez o Senior 2000, também da Marcopolo, com chassi Mercedes-Benz LO 814 - com a nova identidade visual.


Após a implantação e aceitação do Ligeirinho, foi permitido que até cinco passageiros pudessem ser transportados em pé, e a partir dai, a superlotação dos veículos passou a prevalecer. A proposta de um sistema “Opcional” foi aos poucos deixada de lado e as reclamações sobre o transporte feito por micro-ônibus ganharam grande relevância.


Os primeiros Ligeirinhos da Conceição (Os Senior GV e o Micruss) foram aposentados ao longo dos anos 2000, afetados pela dificuldade de embarque e desembarque pela única porta que o veículo oferecia. Já os Senior 2000 passaram por reformas, e receberam uma segunda porta, na parte traseira do veículo, e permaneceram operando.

Um comentário: