sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Trânsito no estado de São Paulo mata 15 pessoas por dia, diz Infosiga

Dados do Infosiga, do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito do Governo de São Paulo, apontam leve queda no número de mortes em acidentes de trânsito no estado de SP no primeiro semestre do ano: 3% em comparação ao mesmo período de 2016. Foram 2861 óbitos em 2016 contra 2753 em 2017, média de quase 15 óbitos por dia.

No ranking de mais vítimas figura a colisão entre veículos, com 1047 mortes no 1º semestre, 38% do total de óbitos. Na sequência vêm atropelamentos e choques (batida do veículo com um obstáculo fixo).

Mas se o número de mortes caiu levemente, o mesmo não ocorreu quando se analisam os dados por categorias. As mortes por atropelamento no estado subiram 7,3% – 803 pedestres morreram este ano, contra 748 no ano passado, 55 óbitos a mais.

Cresceram também as mortes provocadas por motocicletas, número que saltou de 819 no 1º semestre de 2016, para 921 em 2017, alta de 12,5%, ou 102 mortes a mais.

As rodovias do corredor Dom Pedro, ligação da região de Campinas ao Vale do Paraíba, é o local onde a acidentalidade envolvendo motocicletas foi mais grave. Mesmo representando apenas 6% do tráfego, as motocicletas figuram em mais de 1/5 dos acidentes (22%). Em todas as vias deste corredor o número de acidentes envolvendo motos subiu 20% no primeiro semestre, e o de acidentes com mortes saltou 50%.

As marginais Tietê e Pinheiros, que vêm sofrendo com as constantes mortes de motociclistas, os dados do Infosiga confirmam a tendência: das 16 mortes registradas nessas vias da capital, 12 envolveram motociclistas ou caronas.

Quando se analisa o número de acidentes com vítimas no Estado de SP, vê-se que os dados vêm crescendo constantemente mês mês, conforme gráfico do Infosiga:


Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário