domingo, 24 de setembro de 2017

A bilhetagem eletrônica do transporte de Natal

Disponível para os usuários do transporte público municipal de forma efetiva desde 2009, a bilhetagem eletrônica do transporte urbano tem raízes mais profundas: desde 2000 ela está presente dos ônibus urbanos, passou por inúmeros avanços ao longo dos anos, e hoje oferta qualidade e segurança ao nosso sistema de transporte.

Matéria de jornal noticiando o início da bilhetagem, em 2000

As discussões a respeito do tema se iniciaram no fim dos anos 90. Em 1998, a Prefeitura de Natal chegou a estabelecer o funcionamento da bilhetagem a partir do ano seguinte, 1999. Naquela ocasião, as empresas iniciaram os testes para sua implantação. Apesar da determinação do Executivo municipal, a bilhetagem não foi lançada. Só em 2000, os validadores começaram a chegar aos ônibus urbanos e foram utilizados, a princípio, por usuários do sistema de gratuidade.

Primeiro validador utilizado na bilhetagem de Natal

Mas foi em 2005 que o sistema de bilhetagem urbana teve um passo mais efetivo, quando o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN) contratou um projeto de sistema de informação amplo realizado naquele ano, fazendo com que a bilhetagem eletrônica começasse a se estruturar. A partir daí, surgiu o NatalCard, que é o sistema de bilhetagem utilizado em Natal, para usuários de transportes públicos.

Bilhetagem na época de período de testes em Natal

No ano seguinte, a mobilização de equipes, recursos e infra-estrutura na pré-instalação dos validadores dentro dos ônibus impulsionou o projeto para sua etapa de consolidação. Foram 800 veículos com a parte elétrica readaptada para receber a tecnologia. O projeto contou com serviços diretos de implantação, treinamento, instalações, configurações, acompanhamento inicial da operação, suporte técnico, etc. Todo esse trabalho foi finalizado em 2007, iniciando o período de testes junto ao público.

No segundo semestre do mesmo ano, após a fase experimental com o Vale-Transporte Eletrônico junto às empresas associadas, a compilação dos dados e as verificações estatísticas comprovaram a eficiência, segurança e validade do sistema. Fazendo com que, em 2008, as vantagens do sistema NatalCard alcançassem toda a população usuária do transporte coletivo por ônibus da capital norteriograndense.
Fonte: NatalCard

Com sistema consolidado, bilhetagem é utilizado em Natal

Em janeiro de 2009, já não havia mais produção de vales (empresariais e estudantis) em papel. Todo o sistema era informatizado. Inicialmente, o NatalCard utilizou a tecnologia Fujitec SmartGET. Os ônibus urbanos e semi-urbanos (que também aceitam o NatalCard) receberam adesivos nos para-brisas frontais destacando a bilhetagem eletrônica. Passaram a ser emitidos os cartões Vale-Transporte, Estudante, e Passe Fácil (de passagem inteira). Posteriormente também foi criado o cartão Profissional.


 

Ônibus urbanos e metropolitanos receberam adesivos orientando sobre bilhetagem

Com o advento da bilhetagem, em 2010, o sistema passou a permitir a integração entre as linhas do sistema urbano dentro de uma hora após o uso do primeiro ônibus. Até então, para que os usuários do transporte urbano integrassem linhas, era necessário descer em alguma das 11 estações de transferência espalhadas pela cidade e aguardassem o ônibus que iriam utilizar.


 
Após bilhetagem, sistema passou a permitir integração entre linhas. Adesivos nos ônibus informavam sobre o "Cartão integração"

A integração recebeu o nome de “Passe Livre”, e aos poucos as estações foram desativas, tornando o sistema 100% integrado. Com a implantação do Passe Livre, cartazes foram distribuídos aos usuários, informando sobre o fim das estações e a integração das linhas, e os ônibus recebiam adesivos no para-brisa frontal com a logomarca do projeto.


 
'Passe Livre' foi lançado em Natal após o fim das estações de transferência

Após o Passe Livre ter entrado em operação em todas as linhas, foram criadas as regras para a integração, válidas até hoje: o tempo inicial para que a integração ocorra. que passou a ser de 10 minutos, e linhas do mesmo terminal que não integram entre si.

Em 2014, o sistema de bilhetagem eletrônica de Natal passou por nova atualização, desta vez modificando a empresa operadora: TransData Smart. A empresa já era responsável pela bilhetagem de algumas linhas da região metropolitana de Natal desde 2007, e permitiu maior agilidade na bilhetagem urbana. O NatalCard também lançou, em 2016, um novo tipo de cartão, o Mais Simples. De acordo com a empresa, o cartão "é ideal para quem tem uma vida corrida e precisa de agilidade em tudo." O Mais Simples é vendido com 5, 10 e 20 passagens, não faz integração, tem uso ilimitado e é gratuito.

Atualmente, NatalCard usa o validador da TransData Smart

O NatalCard também conta com mais de 100 pontos de recargas em estabelecimentos comerciais, como livrarias, lan houses, bancas, drogarias, mercados etc, garantindo rapidez e opções de horários diferenciados, inclusive nos finais de semana e feriados para a recarga do cartão de passagens. Além da rede de vendas, a empresa disponibiliza postos de vendas, produção de carteira de estudantes e atendimento a usuários de instituições de ensino, além de diversas parcerias para os clientes, garantindo descontos em lojas, restaurantes e estabelecimentos comerciais.

A empresa também produz eventos, promoções e sorteios para os clientes, como o Pedido Premiado, para clientes do Vale-Transporte, e atua na área de responsabilidade social, participando de programas filantrópicos e patrocinando atletas.

Com a estrutura disponibilizada, o NatalCard se habilita a retirar o dinheiro dos ônibus urbanos, assegurando a passagem pelos cartões eletrônicos. O tema é um dos benefícios da bilhetagem eletrônica, que garante mais segurança no transporte. Diversas cidades do Brasil já não utilizam mais o dinheiro como forma de pagamento nos ônibus, e recentemente foi a vez da cidade de Campinas eliminar de vez a cobrança em dinheiro das passagens de ônibus.

O NatalCard conta com site - www.natalcard.com.br - e está presente nas redes sociais.

Fotos: Acervo UNIBUS RN / João Maria Gomes / Josenilson Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário