sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Após se envolver em acidente, Circular do Campus segue trajeto normalmente e usuários reclamam

Usuários da linha 588, o Circular do Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, reclamaram que um dos veículos que opera o trajeto Expresso C&T se envolveu em um acidente na tarde da última quarta-feira (13), próximo a Escola Estadual Desembargador Floriano Cavalcanti, no conjunto Mirassol, e mesmo assim seguiu seu trajeto normalmente. O ônibus atingiu uma árvore e teve vidros das janelas quebradas. Após o incidente, segundo os relatos, o motorista não parou o veículo nem demonstrou atenção com os possíveis prejudicados.

Ônibus circulou sem vidros em uma das janelas

De acordo com uma publicação do Spotted UFRN - página de entretenimento relacionada à Universidade - "o motorista avançou contra um galho de árvore e com isso acabou quebrando o vidro de uma das janelas, ferindo passageiros." A publicação afirma que o ônibus fez uma curva fechada, atingindo a árvore, que invadiu a janela e quebrou os vidros. "O galho caiu por cima de alguns passageiros juntamente com os destroços da janela.", diz a publicação.


Ainda segundo o texto, "o motorista não parou o ônibus ou demonstrou qualquer preocupação. Só veio parar em CET."

Na publicação, usuários que relataram estar no ônibus afirmaram que foram atingidos por cacos de vidros, alguns deles chegando a se cortar. A conduta do operador também foi abordada, e usuários disseram que o motorista parecia estressado, e que o próprio motorista teria culpado a rota da linha pelo incidente.

Ainda segundo os usuários, o ônibus envolvido no acidente era o carro 1924 da empresa Guanabara. Pelo ponto de referência do acidente (a escola Floriano Cavalcanti) e o itinerário do Expresso C&T, é possível que o acidente tenha ocorrido na esquina da rua das Gardênias e rua dos Bougaris, onde a linha faz a conversão a direita em direção ao Campus. Na imagem do Google Street View, é possível ver uma árvore plantada no canteiro central.

Reprodução - Google Street View
Ainda não há posicionamento oficial da empresa ou do órgão gestor de trânsito e transporte municipal sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário