sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Busscar já tem funcionários trabalhando e linha de produtos será reformulada

Após ficar quase cinco anos praticamente sem nenhuma produção, apenas com uma pequena retomada em 2013, e com incertezas sobre o seu futuro, a encaroçada de ônibus Busscar, arrematada em leilão judicial no mês de março por um grupo de investidores, já tem as primeiras atividades.

A informação é do diretor industrial da empresa, Maurício Lourenço da Cunha.


Já são em torno de 55 funcionários trabalhando essencialmente na engenharia e nas áreas de manutenção mecânica e predial. Ainda não há produção de ônibus, o que deve ocorrer no primeiro semestre de 2018.

Já foram recebidos em torno de dez mil currículos e a preferência é para os funcionários que foram desligados ainda na antiga administração da Busscar.

Em entrevista exclusiva ao Diário do Transporte, Cunha disse que haverá uma reformulação completa da linha de produtos, inclusive dos nomes comerciais dos modelos, mas que os ônibus terão o “DNA da Busscar, com a qualidade e design diferenciado que sempre marcou a empresa”. Assim, algumas linhas do design serão modificadas, mas seguindo o desenho tradicional das carrocerias.

A Busscar foi arrematada por um grupo de investidores, entre os quais, sócios da Caio Induscar.

Foi criada uma nova empresa, a Carbuss, mas a marca Busscar continuará a ser usada.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:


Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário