sábado, 9 de setembro de 2017

Empresas de ônibus do de Porto Alegre são obrigadas a ligar ar-condicionado somente entre novembro e abril

Passageiros do sistema de transporte público de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, se queixam do fato de as empresas de ônibus não ligarem os equipamentos de refrigeração, mesmo em dias de alta temperatura.

As tarifas do sistema contemplam a remuneração pelos investimentos na frota de ônibus com ar-condicionado.

Apesar do desconforto alegado pelos passageiros, as empresas de ônibus podem operar os veículos na maior parte do ano com os equipamentos desligados.

É o que mostra reportagem desta sexta-feira, 8 de setembro de 2017, do Diário Gaúcho, com produção de Alberi Neto.

Uma resolução de 2011 da EPTC- Empresa Pública de Transporte e Circulação, gerenciadora do sistema da cidade, determina que as empresas de ônibus só são obrigadas a ligar o ar-condicionado nos veículos entre 1º de novembro e 30 de abril.

Nos demais dias, o ônibus pode operar sem ar-condicionado, mas precisam ter configuração com janelas e escotilhas que se abrem para permitir a ventilação.

Ainda segundo a reportagem, atualmente, apenas 34% da frota total da cidade, que é de 1.658 veículos, possuem ar-condicionado, mas a instalação e manutenção do equipamento já estão embutidas na tarifa de todo o sistema em todos dos dias do ano, com peso de 1,45% no valor passagem de R$ 4,05, o equivalente a R$ 0,06 do que os passageiros pagam por embarque.

A resolução determina que os equipamentos devem estar em condições de funcionamento todo o ano para serem acionados assim que a EPTC solicitar ou em dias de “calor intenso”.

Entretanto, a gerenciadora não determina a partir de quais temperaturas na cidade o ar-condicionado do ônibus deve ser ligado.

A ATP – Associação das Empresas Transportadoras de Passageiros de Porto Alegre, que representa as 12 empresas de ônibus da cidade, e também conta com a companhia pública Carris, diz que os consócios operacionais seguem a resolução e têm autonomia para acionarem os equipamentos quando acharem melhor fora do período obrigatório.

A reportagem também relaciona a frota com ar-condicionado na cidade.

Consórcio MOB (operado pelas empresas Navegantes, Sopal e Nortran)
— Frota total: 445 ônibus
— Veículos equipados com ar-condicionado: 132
— Linhas operadas pelo consórcio: 127

Consórcio Viva Sul (operado pelas empresas Belém Novo, Restinga, Trevo e VTC)
— Frota total: 494 ônibus
— Veículos equipados com ar-condicionado: 150
— Linhas operadas pelo consórcio: 183

Consórcio Via Leste (operado pelas empresas Presidente Vargas e Vap)
— Frota total: 186 ônibus
— Veículos equipados com ar-condicionado: 47
— Linhas operadas pelo consórcio: 51

Consórcio Mais (operado pelas empresas Gaz e Sudeste)
— Frota total: 188 ônibus
— Veículos equipados com ar-condicionado: 50
— Linhas operadas pelo consórcio: 82

Companhia Carris Porto-Alegrense
— Frota total: 347 ônibus
— Veículos equipados com ar-condicionado: 189
— Linhas operadas pelo consórcio: 48

Veja link:


Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário