sábado, 9 de setembro de 2017

Marcopolo amplia paralisação por causa de incêndio

A Marcopolo divulgou na quarta-feira, 6, novo comunicado referente às medidas que serão tomadas no complexo industrial em Caxias do Sul por causa do incêndio que atingiu uma das fábricas no último domingo, dia 3. Em nota, a encarroçadora de ônibus informa que estão suspensas as operações das áreas de produção, plásticos (onde foi o incêndio), qualidade e logística de todos os turnos nas unidades Ana Rech e Planalto entre 11 e 15 de setembro, com retorno previsto para o dia 18. As demais áreas, como a administrativa, seguem trabalhando normalmente.


Na segunda-feira, a empresa havia comunicado uma paralisação entre os dias 4 e 8 de setembro, com retorno previsto no dia 11, aproveitando a semana mais curta por causa do feriado e também para avaliar para avaliar os impactos do acidente e definir as medidas a serem adotadas.

Para isto, a companhia formou um comitê de retomada, responsável por todas as ações necessárias que deverão ser definidas visando a retomada, com oito frentes de trabalho. 

“Vamos voltar às atividades de forma estruturada, mantendo como prioridade a segurança das pessoas e a qualidade de nossos produtos”, afirma o CEO da Marcopolo, Francisco Gomes Neto, em um vídeo endereçado ao mercado e aos funcionários da empresa.

O executivo lembrou que o incêndio não deixou vítimas nem feridos, apenas perdas materiais, mas a empresa não revelou o tamanho do estrago causado pelo incêndio, que foi de grandes proporções na unidade fabricante de componentes plásticos.

Automotive Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário