segunda-feira, 16 de outubro de 2017

CE: Mercado de veículos acelera em 2017

O mercado de veículos voltou a acelerar neste ano. O comportamento positivo do setor é indicação de retomada da economia. Se comparados, respectivamente, setembro de 2016 e setembro de 2017, o número de emplacamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no País saltou de 159.953 para 199.220. O incremento elevou a venda de veículos novos em 24,5%, segundo apontam dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

E o Ceará também tirou o pé do freio. No mês passado, foram comercializados, no Estado, 2949 automóveis, 452 comerciais leves, 106 caminhões e 36 ônibus. A soma dos quatro segmentos refletiu incremento de 14,2%, se comparados emplacamentos no mesmo período do ano passado.

Elementos de recuperação

Conforme a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores das montadoras (Anfavea), a produção automobilística no Brasil atingiu 2,58 milhões de veículos em 12 meses, até setembro. O que garantiu um crescimento de 23,5%, ante os 12 meses anteriores.

Os sinais de recuperação se devem a um esforço feito pelo próprio setor automobilístico, avalia o presidente da Fenabrave-CE, Fernando Pontes. “A gente sente que há um crescimento do mercado em função do fluxo de loja, dos contratos de financiamento e das próprias montadoras que têm investido em novos produtos, lançamentos e modelos diferenciados”, diz.

Vislumbrando uma recuperação da economia, o gerente comercial Elder Rodrigues, 31, resolveu comprar um carro novo (Onix LT 2018) para a esposa, a promotora de vendas Milena de Freitas, 30. Para ele, este foi o “melhor momento” para fechar o negócio, tendo em vista que a indústria vem lançando mão de muitos benefícios para atrair o consumidor.

“A indústria está mais preocupada em vender e, por isso, vem oferecendo melhores taxas de juros, de entrada e de parcelamento. Além de um melhor design”, diz. A troca de carros na casa de Elder é constante, quase que anuais. O objetivo, afirma, é evitar a desvalorização dos veículos e possíveis problemas com peças avariadas. E também desfrutar de uma tecnologia veicular cada vez mais moderna.

Voltado para uso doméstico - de casa para o trabalho e para a escola dos dois filhos, o presente garantiu à Milena mais conforto. “Fiquei muito feliz e me adaptei rápido ao carro. E o design também é mais bonito”.

NÚMEROS

14,2% - A soma das vendas dos segmentos automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus refletiu em +14,2% no Ceará, se comparados emplacamentos setembro de 2016 ante setembro 2017

2.949 - Este foi o número de veículos novos vendidos no Estado do Ceará no mês passado, segundo dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores 

ÔNIBUS E CAMINHÕES. AGORA É A VEZ DOS GRANDES

O mercado de veículos comerciais projeta vendas mais expressivas e também aposta na modernização do processo industrial

O mercado de veículos comerciais (ônibus e caminhões) se prepara para viver um novo e positivo ciclo em 2018. É o que sinalizam grandes empresas do setor. A Mercedes-Benz, líder nas vendas de caminhões no Brasil em 2016, anunciou que projeta vendas de caminhões 20% maiores no País em 2018. Vai investir R$ 2,4 bilhões na modernização de suas fábricas de caminhões e chassis de ônibus de São Bernardo do Campo (SP) e Juiz de Fora (MG) até 2022. “Fazia tempo que a gente não falava em crescimento. Agora, estamos anunciando um novo ciclo de investimentos”, diz Luiz Carlos Moraes, diretor de Comunicação Corporativa e Relações Institucionais da Mercedes-Benz do Brasil.

No segmento ônibus, a Mercedes lidera em participação de mercado (76,61%) no Ceará, seguida da Iveco (9,77%). No segmento de caminhões fica em segunda posição (27,95 %).

O Ceará faz parte dos planos da montadora. “Apesar de ser um mercado ainda pequeno, a participação no Ceará continua relevante para os nossos negócios. Ano passado, vendemos 284 caminhões e no acumulado deste ano, até setembro, vendemos 228. Provavelmente, vamos superar o ano passado”, estima Luiz.

Com filiais em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral, a concessionária Mercedes-Benz, Ceará Diesel, se destaca na venda de caminhões, ônibus e vans. É a maior concessionária de veículos e serviços Mercedes do Norte/Nordeste.

A perspectiva da empresa é fechar 2017 com volume de vendas de caminhões até 5% maior ante 2016, projeta o diretor comercial da Ceará Diesel, Kleber Pereira. No segmento ônibus, deve manter a estabilidade. “O mercado parou de cair. E no Ceará nosso mercado não caiu tanto”. Em 2018, ante 2017, o crescimento em caminhões e ônibus deve girar em torno de 10% e 20%, respectivamente.

Renovação da frota. 3 Corações vai comprar até 90 caminhões em 2018

Empresa alimentícia especializada em cafés e cappuccinos, a 3 Corações – detentora de 24 marcas, incluindo Santa Clara - pretende renovar 80 a 90 caminhões de sua frota em janeiro de 2018, e abriu edital para que diferentes marcas ofereçam as melhores ofertas de preços e condições de pagamentos, afirma o gerente nacional de operações logísticas da empresa, Eduardo Brito.

A frota, que em todo o Brasil é aproximadamente 322 caminhões, sendo 65 no Ceará, movimenta produtos saídos das seis fábricas da 3 corações no País para abastecer 24 centros de distribuição.

“A gente vem renovando a frota ano a ano. Em 2016 não aconteceu por conta da taxa de juros”.

Antes da aquisição, é avaliado não apenas o valor dos veículos, como também os gastos ligados ao consumo de combustível, manutenção. Bem como níveis de segurança e emissão de gases de efeito estufa.

O POVO CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário