terça-feira, 10 de outubro de 2017

MAN apresenta novo ônibus para o transporte escolar

A MAN Latin America, dona da marca de caminhões e ônibus Volkswagen, lança para o mercado brasileiro o novo chassi Volksbus 10.160 ORE 2, de 10 toneladas, dedicado ao transporte escolar e com capacidade para 44 alunos. O chassi foi desenvolvido pela equipe de engenharia em Resende (RJ) em conjunto com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) a fim de buscar uma alternativa de menor custo para operações que necessitam transportar mais, isto porque as carrocerias com capacidade para 44 a 60 alunos era feitas sobre o mesmo chassi de 15 toneladas.

“Com o novo ORE 2, possibilitaremos às prefeituras comprarem mais veículos com os mesmos recursos de antes, transportando mais alunos para a escola”, explica o gerente executivo de vendas da MAN Latin America, Jorge Carrer.

Para o supervisor de marketing do produto, Ricardo Yada, a escolha pelo modelo de 10 toneladas é a mais indicada para algumas operações, evitando comprar um ônibus maior, de 15 toneladas, cujo preço é mais elevado: “Na configuração ORE 2, isso não se faz necessário, visto que com o Volksbus 10.160 ODR nós conseguimos atender com a mesma robustez, confiabilidade e segurança dos atuais 15.190 ODR, porém com um custo de aquisição e operação consideravelmente menor”, complementa.

O modelo vem equipado com suspensão, chassi e eixos reforçados, uma vez que é indicado para o transporte escolar rural, situação pela qual os veículos comumente enfrentam terrenos acidentados e as mais diversas situações de pavimentação. Também conta com pneus de uso misto para aplicação rural, adequados a estradas não pavimentadas.

Além disso, o novo Volksbus 10.160 ORE 2 conta com o novo dispositivo de poltrona móvel, que facilita o acesso de estudantes com mobilidade reduzida ou que utilizam cadeira de rodas: a partir de acionamento elétrico, o DPM posiciona um dos bancos para fora do veículo, permitindo ao aluno embarcar ainda fora do veículo, viajando neste mesmo assento, sem a necessidade de usar sua própria cadeira de rodas. 


“Além de facilitar a acessibilidade através do DPM, dispensamos a necessidade de o aluno viajar todo o trajeto em sua cadeira de rodas, proporcionando maior conforto, segurança e igualdade entre todas as crianças. Durante as avaliações do DPM, foi perceptível no olhar das crianças a alegria de poder ir à escola sentados na mesma poltrona que os demais colegas, facilitando a sua interação e inclusão junto aos demais alunos”, comenta o supervisor de engenharia avançada de ônibus, Argel Franceschini.

Fotos: Divulgação
Portal Automotive Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário