quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Campinas adia para fevereiro extinção de pagamento em dinheiro dentro de ônibus

A prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, estipulou que a partir do dia 17 de fevereiro de 2018 não será mais possível comprar bilhetes e pagar passagens em dinheiro dentro dos ônibus do sistema municipal.

A previsão inicial era que a medida fosse colocada em prática neste mês de dezembro. Segundo a prefeitura, ainda não foi possível disponibilizar um aplicativo de celular que funcione tanto em sistema iOS como em Android que serviria também para recarga de bilhete eletrônico dos transportes e emissão de um código bidimensional QRCode para pagamento de viagens individuais.

Em publicação no Diário Oficial, a secretaria municipal de transportes de Campinas regularizou a comercialização e a operação dos bilhetes QRCode, que terão validade de apenas 30 dias após a emissão e não poderão ser usados nas integrações do sistema.

Em caso de perda, furto ou roubo do papel com o código impresso, o passageiro não terá direito a ressarcimento.

Em maio deste ano, após diligências desde 2015, o Ministério Público do e entrou com ação judicial pedindo o fim da dupla função no transporte.

A dupla função consiste no ato de o motorista dirigir o ônibus e cobrar passagem ao mesmo tempo. O inquérito do MPT foi aberto em 2015, quando começaram as investigações.

O promotor Sílvio Beltramelli Neto, na ação, disse que as investigações levaram à conclusão que a dupla função é prejudicial à saúde dos motoristas de ônibus e diminuiu a segurança no trânsito.

“A atividade dos motoristas já causa alguns problemas, porque eles têm de dirigir, abrir as portas, ficar atento ao sinal de parada. Agora, com mais a função de cobrar passagem, eles têm que trocar dinheiro, ficar atento ao equilibro do caixa, das informações sobre o trajeto, isso prejudica muito o dia a dia e acaba fazendo-o deixar de lado a função primordial, que é conduzir o ônibus”, sustentou o promotor.

Segundo o Transurc, sindicato que reúne as empresas de ônibus de Campinas, atualmente, 90% dos passageiros já usam meios eletrônicos de pagamento de tarifa.

Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário