domingo, 28 de janeiro de 2018

João Pessoa: Prefeitura promete ônibus novos e espera média de 8 minutos em linhas

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) disse nesta quinta-feira (25) que João Pessoa terá 30 novos ônibus na próxima semana e frotas de algumas linhas da Zona Oeste serão ampliadas. Segundo a Semob, as linhas do Bairro das Indústrias, 104 e 1001, terão o tempo de espera médio de oito minutos. As alterações começam na segunda-feira (29) e alcançam diretamente usuários dos bairros Indústrias, Cidade Verde, Jardim Veneza e Três Lagoas.

As linhas 104 – Bairro das Indústrias/Via Novaes e 1001 – Bairro das Indústrias/Mandacaru receberão um reforço na frota, ganhando cada uma dois carros a mais, e passarão a fazer mais viagens diárias, sendo 103 viagens da linha 104 – Bairro das Indústrias/Via Novaes e 60 viagens da linha 1001 – Bairro das Indústrias/Mandacaru, totalizando 163 viagens por dia, podendo ser ampliado, dependendo da demanda.

Com o reforço na frota e o aumento do número de viagens, a linha 1001 – Bairro das Indústrias/Mandacaru, também vai beneficiar os bairros Mandacaru e Treze de Maio, além de toda a região que margeia a Avenida Tancredo Neves.

Os intervalos entre as viagens realizadas pelas linhas 104 – Bairro das Indústrias/Via Novaes e 1001 – Bairro das Indústrias/Mandacaru ficarão em torno de apenas 8 minutos, bem abaixo da média geral das demais linhas que é de até 20 minutos, dependendo do horário.

Renovação da frota

Na terça-feira (30), a Semob disse que a Prefeitura de João Pessoa vai entregar 30 ônibus novos, todos equipados com elevador para acesso de pessoas com deficiência. Os veículos vão operar nas linhas circulares 1500 e 5100, bem como em outras que atendem Mangabeira.

Abrigos

A Semob promete instalar mais 150 abrigos nos pontos de embarque e desembarque da cidade. Os equipamentos começam a ser instalados no fim de fevereiro.

Aumento

A tarifa de ônibus em João Pessoa saiu de R$ 3,30 para R$ 3,55, um reajuste pouco maior que 7%. Descontada a inflação de cerca de 3%, o aumento real foi de 4%.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário