sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Pernambuco: Empresas querem 11% de reajuste

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE) apresentou um relatório ao Grande Recife Consórcio de Transportes, detalhando os gastos do sistema e solicitando recomposição tarifária. Para 2018, a proposta da Urbana é um reajuste médio de 11% no valor das passagens dos ônibus. Caso seja aprovado, a tarifa do Anel A subirá de R$ 3,20 para R$ 3,55. O aumento das tarifas será discutido na próxima sexta-feira, às 8h30, durante reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), na sede da Secretaria estadual das Cidades, no bairro da Iputinga.


Ainda de acordo com a proposta da Urbana-PE, o Anel B subiria de R$ 4,40 para R$ 4,90. Já o Anel D aumentaria de R$ 3,45 para R$ 3,85, enquanto o Anel G subiria de R$ 2,10 para R$ 2,35. No ofício encaminhado ao governo do estado, o presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira, justifica a necessidade do reajuste. “O sistema de transporte público por ônibus tem sofrido acentuada queda de demanda, registrando apenas no ano de 2017 redução de 10,86% no total de passageiros pagantes em comparação ao ano anterior, ao tempo em que foi verificado aumento nos custos do setor”.

Bandeira cita ainda que a defasagem é agravada pelas “deficiências do sistema viário, pela insuficiência de corredores e faixas exclusivas para o transporte coletivo e pelo grave problema de fraudes cometidas no uso do serviço”. Todo o relatório, incluindo as planilhas de custos do setor está disponível no site do Grande Recife (www.granderecife.pe.gov.br). A assessoria de comunicação do consórcio afirmou que só vai se pronunciar sobre o assunto após a reunião de sexta-feira.

Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário