quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Pernambuco: Tarifa única nos ônibus está em fase final de estudo

Foto: Felipe Ribeiro/Folha de Pernambuco
A tarifa única do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR) está em fase final de estudos e terá que sair do papel ainda neste ano caso o Governo tenha por objetivo não descumprir uma promessa de campanha feita em 2014 pelo então candidato a governador Paulo Câmara.

O tema foi discutido, ontem, entre três integrantes do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) ligados aos usuários de ônibus e o diretor de planejamento do Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT), Alfredo Bandeira. A proposta já havia sido protocolada pelos conselheiros, há pouco mais de uma semana, como uma das sugestões a ser discutida na reunião do CSTM que discutirá o realinhamento da passagem, ainda sem data marcada.

Pela medida, os anéis A (R$ 3,20), B (R$ 4,40), D (R$ 3,35) e G (R$ 2,10) seriam extintos e um valor único seria adotado nas cerca de 400 linhas do STPP/RMR. A esperança dos usuários é de que, com a unificação, os anéis mais caros sejam puxados para baixo, uma vez que 85% dos passageiros utilizam o A. Os anéis tarifários são definidos de acordo com o percurso das linhas. As que têm viagens com até 32 quilômetros de extensão operam com a tarifa A. As que chegam a até 45 quilômetros adotam a B. Menos de 1%, com trajetos muito curtos, têm uma tarifa social (R$ 2,10).

"Esse é um assunto complexo, tendo em vista que temos algumas variáveis, como a existência de quatro tarifas, a extensão das linhas, entre outras questões”, afirmou Bandeira, acrescentando que os estudos sobre a tarifa única estão sendo finalizados. Na ocasião, o gestor também fez uma explanação sobre o Sistema Estrutural Integrado (SEI), a integração temporal e a licitação das linhas do Sistema de Transporte Público de Passageiros da Região Metropolitana do Recife (STPP/RMR).

Participaram da reunião os conselheiros Márcio Morais, representante dos estudantes, e Nael Antônio Vicente e Paulo Gustavo de Lima, representando os usuários. À Folha de Pernambuco, Morais afirmou que a reunião foi produtiva e que foi firmado o compromisso de que o estudo sobre a tarifa única seria apresentado aos componentes do CSTM nos próximos dias, o que o GRCT não confirmou. "Fomos eleitos para representar a sociedade e nosso papel é cobrar", declarou.

Além desses três conselheiros, outras cinco pessoas são de segmentos da sociedade civil dentro do CSTM. Ainda há integrantes ligados a entidades como Sindicato dos Rodoviários, Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), às câmaras municipais do Recife e de Olinda, a secretarias municipais dessas duas cidades e a secretarias e órgãos do Governo do Estado. Ao todo, 24 conselheiros votam em pautas concernentes ao STPP/RMR, entre elas, o reajuste da passagem de ônibus.

Folha PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário