segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

STTU ainda não fez análise do pedido de reajuste na passagem

O reajuste de 9,25% na tarifa de ônibus urbano em Natal, solicitado pelo Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros (Seturn), ainda não foi analisado pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). O pedido encaminhado no final do mês de dezembro, sugere que o novo preço da tarifa passe dos atuais R$ 3,35 para R$ 3,66. O índice de reajuste apresentado pelo Seturn leva em conta o aumento de 8,4% no preço do combustível e a redução de 7,75% no número de passageiros transportados diariamente entre janeiro e novembro de 2017.


Entre as variáveis que embasam o pedido, ainda de acordo com o documento encaminhado pelos empresários do setor, também constam o reajuste salarial para motoristas e cobradores acima da inflação, o custo de operação do sistema, manutenção dos veículos, e a adequação de parte da frota prevista para 2018 para adequar a frota aos padrões de acessibilidade exigidos.

“O pedido está sendo avaliado pela equipe técnica do Departamento de Estudos e Projetos da Secretaria. Não é uma análise simples, vários itens e diversas planilhas com valores de referência são considerados para se chegar a um novo valor. Por enquanto ainda não há num prazo definido para concluir esse estudo”, informou a assessoria de imprensa da STTU, lembrando que “o reajuste na tarifa, geralmente, é concedido mais para perto do meio do ano”. Após passar pela análise dos técnicos da Secretaria, o pedido de reajuste terá de ser chancelado pelo Conselho Municipal de Mobilidade.

Além do valor do óleo diesel, do números de passageiros transportados, da folha salarial e da renovação da frota, também entram no cálculo de uma nova tarifa o número de linhas ativas e a quilometragem do trajeto de cada linha cumpre. “Outros fatores que também influenciam no valor são o aumento das gratuidades e a falta de controle da categoria estudante com desconto de 50%”, assinalou o presidente do Seturn, Agnelo Cândido do Nascimento, no documento enviado à STTU.

O número de passageiros transportados nos últimos três anos, segundo o Seturn, acumula redução de 18,5% – a média de passageiros diários transportados em Natal caiu de mais de 410 mil para 350 mil pessoas nos dias úteis. Já em relação a renovação da frota, cerca de 200 dos 820 ônibus que operam no sistema precisam ser substituídos.

O último aumento na tarifa dos ônibus de Natal foi aplicado em abril de 2017. O valor passou de R$ 2,90 para R$ 3,35. Na época, o Seturn chegou a propor R$ 3,50, mas o Conselho Municipal de Transporte rejeitou o valor. A contrapartida da Prefeitura de Natal para autorizar o aumento foi a dotação e implantação de 100 novos abrigos para paradas de ônibus, a disponibilização online dos dados da bilhetagem e localização (via GPS) de todos os veículos que circulam na cidade.

Números

350 mil pessoas são transportadas diariamente pelo sistema de transporte urbano em Natal, 18,5% a menos que em 2014

820 ônibus operam no sistema de transporte, dos quais, pelo menos 200 precisam ser substituídos

Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário