sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Nova tarifa de ônibus de Natal vai depender de reajuste a rodoviários

A definição da nova tarifa de ônibus de Natal depende do reajuste salarial dos funcionários do setor de transporte urbano. O Conselho Municipal do Transporte se reuniu na manhã desta quinta-feira para analisar o pedido feito pelo Sindicato das Empresas de Transporte Urbano (Seturn) de revisão para R$ 3,75, mas a pauta não foi votada porque a atualização dos salários dos trabalhadores só será feita na próxima quinta-feira, dia 15.


De acordo com Nilson Queiroga, analista da Seturn, o aumento do óleo Diesel, a queda no número de passageiros de Natal e o salário dos funcionários norteia a nova tarifa. Com constantes aumentos de preço no diesel (combustível utilizado pelos ônibus), ainda segundo Nilson, e congelamento da tarifa com os valores de abril passado, as empresas estão tendo um prejuízo de R$ 19 mil reais por dia. "São 80 mil litros de óleo diesel utilizado por dia entre a frota de ônibus. Em um mês, as empresas perdem R$ 80 mil somente com isso. O preço atual está desatualizado e não dá conta dos preços atuais", disse.

O último reajuste na tarifa dos ônibus de Natal foi aplicado em abril de 2017. O valor passou de R$ 2,90 para R$ 3,35. Na época, o Seturn chegou a propor R$ 3,50, mas o Conselho Municipal de Transporte rejeitou o valor. A contrapartida da Prefeitura de Natal para o aumento foi a dotação e implantação de 100 novos abrigos para paradas de ônibus, a disponibilização online dos dados da bilhetagem e dos dados dos GPS de todos os veículos que circulam na cidade.

Este ano, os fatores levantados pelo Seturn no ofício enviado à STTU indicam aumento da tarifa, não somente a manutenção do atual valor. De acordo com Nilson Queiroga, Natal teve uma queda de 18,5% em três anos no número de usuários do transporte público. A média da capital caiu de mais de 410 mil passageiros em dias úteis para 350 mil. “Isso está sendo observado em todo o Brasil, não só em Natal. Estudos indicam que tem relação com a crise econômica que o Brasil vive nos últimos anos”, justificou.

Aplicativo e webrádio

Durante a reunião do Conselho, ainda fora discutido a unificação de aplicativos para visualizar o trajeto do ônibus em tempo real. Atualmente, as empresas que atuam em Natal utilizam dois aplicativos. Outro projeto é a de criação de uma webrádio para informar as condições do trânsito de Natal. Ambos projetos serão estudados pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).

Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário