sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Seturn propõe aumento da tarifa do transporte público de Natal em 12%

O Sindicato das Empresas de Transporte Público de Natal (Seturn) solicitou novo aumento para o reajuste das passagens na capital potiguar. Anteriormente, a categoria havia pedido que o valor atual de R$ 3,35 subisse para R$ 3,66, mas em razão de novos reajustes no preço dos combustíveis, o Seturn agora postula uma tarifa de R$ 3,75 – acréscimo de R$ 0,40 (ou 12%).



Na próxima terça-feira 6, o sindicato realiza nova reunião para debater o novo pedido. A principal queixa da categoria é que o pleito para aumentar a passagem de R$ 3,35 para R$ 3,66 foi enviado à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana no dia 20 de dezembro de 2017, mas, até o momento, não houve resposta da STTU.

“Faz mais de 40 dias que fizemos o pedido à secretaria, e até agora nada”, disse Nilson Queiroga, consultor técnico do sindicato do Seturn.

De acordo com o sindicato, o acréscimo proposto é decorrente dos “constantes” aumentos de valores dos combustíveis. O Seturn considera que o preço atual das tarifas está “defasado” – a última vez em que o custo das passagens subiu foi em abril de 2017, quando passou de R$ 2,90 para o que se paga hoje.

“A política do Governo Federal, de forma notória, tem reajustado quase toda semana o preço do combustível, e esta é a principal despesa – após os salários – da produção do serviço de transporte. Este preço está, desde abril, completamente defasado. As empresas não têm como suportar essa defasagem”, contou Queiroga.

Dez empresas associadas foram convocadas a comparecer no encontro para discutir soluções: Guanabara; Santa Maria; Nossa Senhora da Conceição; Reunidas; Transflor; Transportes Cidade do Natal; Santa Maria; Expresso Oceano; Viação Cidade das Dunas e a Cooperativa dos Transportes Autônomos de Natal.

Pautas

Além de abordarem o panorama atual das tarifas, o Seturn também debaterá medidas para combater fraudes no sistema de transporte. Conforme explicado por Nilson Queiroga, tem crescido o número de usuários com carteiras de estudantes falsas.

Matérias que envolvem dissídio coletivo e estratégias para uso da tecnologia em favor do transporte público na capital potiguar também serão levantadas durante a reunião.

Agora RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário