segunda-feira, 5 de março de 2018

Empresas de ônibus de Curitiba apresentam cronograma de renovação de frota

Foto: Reprodução
O prefeito de Curitiba Rafael Greca reafirmou na noite desta sexta-feira, 02 de março de 2018, que não haverá aumento na tarifa de ônibus municipais para os passageiros.

Greca gravou um vídeo ao lado do presidente do Setransp, o sindicato das viações da capital paranaense, Maurício Gulin, e de representantes da prefeitura. O prefeito também falou sobre o cronograma de renovação de frota da cidade.

As empresas de ônibus estavam sem comprar veículos novos desde 2013 amparadas em liminares, que contestavam o cálculo da demanda feito pela Urbs (órgão da prefeitura gerenciador do sistema) que, segundo as viações, reduzia o retorno financeiro e causava prejuízos.

Mas após a Justiça determinar o reajuste da tarifa-técnica (remuneração das empresas), em novembro do ano passado, e a prefeitura entrar em acordo com as viações, foi acertada uma renovação anual de 150 ônibus até o total de 450 novos coletivos alcançados em 2020.

No encontro desta sexta-feira, Maurício Gulin informou a previsão de entregas de ônibus zero quilômetro.

“Em dezembro já colocamos 10 ônibus antecipando o termo aditivo no final do ano passado… então serão 25 biarticulados para o aniversário da cidade de Curitiba e a programação de pedido para cumprir com o aditivo assinado com a prefeitura, de 39 novos ônibus até o final de abril, 38 para o final de julho e mais 38 até o final de outubro, fechando com 150 ônibus até o final do ano como assinamos com a prefeitura” – disse Gulin.

Sobre o congelamento do valor da tarifa ao passageiro, Greca disse que será usado o superávit apurado pela Urbs no ano passado, para cobrir a diferença entre a tarifa social (passageiro) e a tarifa técnica (remuneração das viações) e também anunciou um estudo das empresas de ônibus para enxugar os custos do sistema, o que deve resultar em cortes de linhas.

“Nós temos aqui um documento elaborado pelo sindicato dos transportes, com a colaboração da equipe técnica da Urbs, com anuência da equipe da prefeitura, para tomarmos uma série de medidas no sentido de não onerar a tarifa e ainda assim manter a melhoria do sistema de transporte de Curitiba a altura do grande nome dessa cidade” – disse Rafael Grecca.

O prefeito também comentou a visita que fez nesta semana à montadora Volvo para conhecer a fabricação dos 25 biarticulados prometidos para serem entregues até o aniversário de Curitiba, em 29 de março.

“Me tornei o primeiro prefeito a participar da fabricação de um ônibus, fui lá apertar parafuso. Cada ônibus biarticulado tem um preço de fábrica de R$ 1,3 milhão . É um grande investimento que está sendo feito em favor da melhoria do transporte de Curitiba. E ‘teve’ 250 novos empregos na fábrica da Volvo por conta dessa encomenda” – discursou Greca no vídeo.

Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário