sábado, 24 de março de 2018

Scania quer reduzir pela metade a emissão de CO2 até 2025

Divulgação
A Scania acaba de estabelecer suas duas metas globais a serem atingidas até 2025: reduzir pela metade a emissão de CO2 em suas fábricas espalhadas pelo mundo e os mesmos 50% em sua operação logística de transporte terrestre entre a Europa e a América Latina. Na primeira, a ideia é atingir os novos níveis a partir do aprimoramento ainda maior de seus processos produtivos melhorando a eficiência energética e convertendo sua geração atual para fontes renováveis.


As metas convergem para o compromisso assumido em 2017 pela montadora de caminhões e ônibus que prevê mudar seus processos para eletricidade e meios livres de combustíveis fósseis até 2020. As medidas também visam o cumprimento das metas do Acordo Climático de Paris e seu compromisso com um sistema de transporte sustentável 

“Temos uma visão de longo prazo para implantar operações de carbono zero. Para alcançar nosso objetivo, estamos nos desafiando a reduzir as emissões de CO² em 50% em todas as nossas operações globais até 2025”, reforça o vice-presidente executivo de produção e logística, Ruthger de Vries.

Em 2017, a empresa alcançou novos recordes e atribui este bom desempenho ao amplo portfólio, incluindo veículos movidos a combustíveis alternativos, com motores compatíveis com GNV, etanol e biometano, que são capazes de reduzir em até 90% as emissões de CO² no transporte.

“Conversamos diariamente com nossos clientes sobre as alternativas mais sustentáveis para suas atribuições no transporte. Nossas próprias operações logísticas são, em muitos aspectos, um laboratório onde testamos novas ideias e desenvolvemos nossas capacidades. Como um grande comprador de transportes, temos que nos esforçar para ser uma referência, para isso nos comprometermos a reduzir significativamente nossa pegada de emissões", diz de Vries.

Segundo o presidente e CEO da Scania, Henrik Henriksson, “o mundo está cada vez mais próximo deste ponto inevitável no tempo, quando as soluções de transporte sustentável se tornam a única opção viável e surge um 'novo normal'. Na Scania continuamos intensificando nossos esforços na liderança para um sistema de transportes sustentável”.

Portal Automotive Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário