terça-feira, 27 de março de 2018

Vandalismo vira rotina em BRT do Rio

Foto: divulgação
O sistema BRT do Rio de Janeiro vem sofrendo com atos de vandalismo não é de hoje. A depredação do patrimônio, segundo a diretora de Relações Institucionais do BRT, Suzy Balloussier, tem se tornado rotina nas madrugadas dos finais de semana.

Foi assim novamente durante a madrugada deste domingo, dia 25 de março. Após dois ônibus articulados serem depredados, a concessionária precisou suspender temporariamente a circulação de duas linhas, que circulavam entre Fundão e Alvorada e entre Galeão e Alvorada. Os serviços foram interrompidos às 2h, e retomados após as 4h.

A informação do BRT Rio é que o vandalismo foi cometido por grupos de passageiros que seguiam para um baile funk na Zona Norte do Rio. Os motoristas foram obrigados pelos vândalos a parar em local proibido para que eles pudessem desembarcar próximo do evento.

Além da depredação dos ônibus articulados, os vândalos atacaram também a estação Praça Seca, que teve uma porta de vidro depredada.

Neste sábado (24) cerca de 20 jovens atacaram a estação Boiúna, do corredor Transolímpica, chutando as portas de embarque e desembarque de passageiros que haviam sido trocadas recentemente.

Suzy Balloussier, em declaração ao site do jornal O Globo, desabafou: “É uma soma interminável de prejuízos que se acumulam sem que nada seja feito. Não adianta denunciar, o que fazemos recorrentemente sempre que um episódio de barbárie se repete. Não recebemos nenhum apoio”.

Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário