terça-feira, 17 de abril de 2018

CMN discute projeto que cria mais placas de táxi e Licitação do transporte público

Desde que a Uber chegou ao Rio Grande do Norte, os taxistas vêm enfrentando grande competição pela preferência do passageiro. Em Natal, não é diferente, o que provocou o vereador Ney Lopes Júnior (PSD) a enviar um Projeto de Lei ao presidente da Comissão de Transporte da Câmara Municipal de Natal, Eriko Jácome (PODE), sugerindo a criação de novas placas de táxi.


Com a preferência maior pela Uber, os taxistas são obrigados a ver suas placas ficarem desvalorizadas e a quantidade de “corridas” diminuir. A intenção é aumentar o número de táxis circulando por Natal para nivelar a competição. De acordo com o vereador Jácome, uma audiência pública com as classes já foi realizada e o projeto de Ney Lopes Júnior segue tramitando na Casa.

“Alguns taxistas estão pedindo que sejam criadas mais placas de táxi, enquanto que outros pedem que elas sejam mais valorizadas. Vejo que os taxistas estão passando por uma fase muito difícil. A redução dos preços das placas dos veículos deles lhes trouxe muito prejuízo”, explicou o parlamentar.

Jácome avaliou que, caso aprovado, o Projeto de Lei poderia equilibrar as classes de taxistas e motoristas de Uber. “Isso seria muito importante porque as duas classes trabalhariam em paz. Vemos muitos casos de taxistas agredindo motoristas de Uber e vice-versa, isto está se tornando uma pauta sem fim, e temos que ver uma forma de viabilizar o transporte de modo pacífico para que isso beneficie Natal”, complementou.

Licitação do transporte público

Outro projeto que corre dentro da Câmara Municipal é um velho conhecido dos usuários do transporte público de Natal: trazer melhorias para os veículos alternativos, facilitando o processo de licitação da matéria, congelado desde o ano passado por falta de empresas interessadas. Os aprimoramentos trariam desde piso baixo para fácil acesso de cadeirantes, até a instalação de ar-condicionado e rede wi-fi. O vereador Jácome disse ser “completamente” a favor dessas mudanças.

“Eu como presidente da comissão, sou completamente favorável ao aprimoramento dos serviços dos ônibus. Eu sou, todavia, contrário ao aumento da tarifa. Os impostos deveriam ser reduzidos para que a passagem não aumentasse. Isso já está acontecendo em diversas cidades do Brasil e está dando certo. Com a redução dos impostos e dos tributos pagos pelas empresas, o usuário não é penalizado. Queremos que essas licitações venham a melhorar a situação de nossa cidade. Vi vários membros e amigos vereadores com o mesmo pensamento”, contou Eriko Jácome.

A vereadora Natália Bonavides (PT) está cuidando da relatoria do projeto e deve apresentar seus resultados em duas semanas, quando ele será votado para submissão ao Plenário da Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário