quinta-feira, 5 de abril de 2018

Faixa de ônibus de Vitória poderá ser utilizada por veículos transportando mais de três pessoas

Foto: Carlos Antolini/PMV
A Linha Verde, faixa exclusiva de ônibus que fica na Avenida Dante Micheline, em Vitória, Espírito Santo, voltará a ser monitorada a partir da próxima terça-feira, 10 de abril de 2018. Segundo informações da Prefeitura, os veículos que estiverem transportando três ou mais pessoas também poderão circular na via.

O funcionamento da faixa exclusiva de ônibus estava suspenso e a liminar que proibia a operação da Linha Verde foi cassada pela Justiça. Os detalhes da volta do funcionamento da via foram definidos nesta segunda-feira, 2 de abril, pela Prefeitura.

A intenção de autorizar veículos com três passageiros ou mais é permitir que motoristas de aplicativo, como o Uber, possam utilizar a faixa exclusiva. A medida levou o nome de “Carona Solidária”.

A Linha Verde foi criada inicialmente para ser exclusiva para ônibus, táxis e vans. Com a decisão da Prefeitura, a faixa ganhará uma nova permissão.

De acordo com o secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória, Tyago Hoffman, o projeto está em fase de testes e terá ajustes de acordo com as necessidades que surgirem.

“A nossa ideia é favorecer o transporte de massa, o transporte coletivo como um todo, e a ‘Carona Solidária’ é uma forma de melhorar a mobilidade urbana dentro do conceito de coletividade” – informou Tyago Hoffman, em nota.

HISTÓRICO

A Linha Verde havia sido suspensa no dia 21 de março, por uma liminar do juiz Mário da Silva Nunes Neto, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Vitória. A decisão teve como base uma ação popular, ajuizada por uma moradora da região.

A justificativa da munícipe foi que o projeto teria causado um grande impacto no trânsito da capital. Outra alegação feita na ação popular é que a Linha Verde foi criada sem debate com a população.

Apesar de a faixa de ônibus ter sido suspensa, a Justiça cassou a liminar que proibia a operação da via exclusiva em Vitória. A suspensão foi deferida pelo Desembargador substituto Delio José Rocha Sobrinho, da 2ª Câmara Cível do TJES. A medida foi protocolada pela prefeitura na última segunda-feira, 26 de março.

A justificativa para a cassação da liminar é que não houve nenhum tipo de ilegalidade por parte da Prefeitura no processo de implantação da faixa exclusiva de ônibus. Nesta segunda-feira, 2 de abril, foi realizada uma reunião para definir os detalhes da volta do funcionamento da Linha Verde.

A faixa exclusiva de ônibus da praia de Camburi, em Vitória, começou a funcionar em uma segunda-feira, 12 de março. Segundo informações da Prefeitura, ao todo, somam-se 3,8 quilômetros de extensão da via exclusiva. A pista exclusiva é a da direita, por conta da localização dos pontos de ônibus.

Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário