terça-feira, 8 de maio de 2018

Azul inicia venda de passagens aéreas para Mossoró; viagem para Recife custará até R$ 141,07

A retomada dos voos comerciais no Aeroporto Dix-Sept Rosado ocorre durante a realização do Mossoró Cidade Junina. A data de estreia da linha aérea é 13 de junho, quando também o Município comemora a resistência ao bando de Lampião. Os voos foram viabilizados com um investimento superior a R$ 2 milhões do Governo do Estado, através de uma empresa especializada, para fazer o aeroporto receber voos comerciais.

Nesta sexta (04), a Azul Linhas Aéreas anunciou os preços das passagens aéreas de ida e volta para Recife.

De acordo com informações do site oficial da empresa, os preços de bilhetes dos voos Mossoró/Recife e Recife/Mossoró custarão, sem bagagem, R$ 123,87 e R$ 141,07, respectivamente. Estes valores são bem mais em conta do que fazer a viagem de ônibus no trecho Mossoro/Recife.

Segundo a companhia, os clientes que partirem de Mossoró, passando por Recife, poderão chegar a cidades como São Paulo por meio dos aeroportos de Viracopos e Guarulhos fazendo conexões no aeroporto de Recife/PE.

Ainda será possível conectar-se a Belo Horizonte (Confins), Rio de Janeiro (Galeão), Fortaleza, Salvador, Juazeiro do Norte, Natal, Teresina, Maceió, Aracajú, Petrolina, São Luís, João Pessoa, Belém e também dois dos destinos internacionais operados pela empresa nos Estados Unidos, Fort Lauderdale e Orlando.

A Azul informou que a operação ocorre três vezes por semana, com expectativa de chegar a seis até novembro.

A expectativa da Prefeitura de Mossoró é que os voos vão possibilitar aumento no número de visitantes para a festa junina. “O Município vê com bastante satisfação o início de uma linha regular de voos comerciais. Mais importante ainda é ver que essa retomada ocorre durante o Mossoró Cidade Junina e em uma data histórica. Sabemos que a linha vai beneficiar diretamente a economia da nossa cidade e região, movimentando o nosso turismo de eventos e também o de negócios”, explica a prefeita Rosalba.

O Aeroporto Dix Sept Rosado estava inviável para voos comerciais, em função da precariedade da estrutura e a proximidade das casas da pista de pouso. Neste caso, o crescimento urbano sem fiscalização da Prefeitura de Mossoró avançou nos terrenos do aeroporto, ao longo dos anos.

Para resolver a questão estrutural, o Governo do Estado investiu mais de R$ 2 milhões na contratação de uma empresa especializada para fazer cerca de proteção, limpar a pista, sinalizar, iluminar, reestruturar o aeroporto com aparelhos para controle de acessos de passageiros, entre outras obras.

O trabalho do Governo do Estado, através do Departamento Estadual de Estradas e Rodagens, também foi de agir junto a Azul Linhas Aéreas para que ela passasse a operar a partir de Mossoró, fazendo conexões com Recife para várias outras capitais brasileiras e também no exterior.

Para o governador Robinson Faria, o investimento do Governo do Estado no aeroporto de Mossoró tem como objetivo fomentar eventos como o Mossoró Cidade Junina, trazer turistas para o litoral, região serrana e beneficiar também os empresários da região que precisam se deslocar para outras capitais.

Mossoró Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário