segunda-feira, 7 de maio de 2018

Emplacamentos de ônibus já somam crescimento de 30%, diz Fenabrave

Ilustração
Ainda em recuperação, o segmento de veículos pesados continua registrando altas expressivas nas vendas em comparação com o ano passado.

De acordo com balanço da Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, divulgado na quarta-feira, 02 de maio de 2018, os emplacamentos de ônibus acumularam alta de 30,43% entre janeiro e abril deste ano frente à semelhante período de 2017.

Em volume, enquanto que nos quatro primeiros meses de 2017, foram emplacados 3.585 ônibus, no primeiro quadrimestre deste ano, foram 4.676 unidades.

Boas notícias sim, mas com ressalvas. A primeira é que o crescimento é bom, mas se dá sobre uma base extremamente retraída, desde 2014 com sucessivas quedas, devido à crise econômica. A segunda é que é período eleitoral, que normalmente é mais positivo para a indústria de ônibus e caminhões, antes de a população ir às urnas, ou seja, o primeiro semestre deve ser melhor que o segundo, de acordo com o que analisam os executivos das montadoras, encarroçadoras e implementadoras. A terceira ressalva é que as instabilidades políticas são grandes ainda e podem interferir na economia.

A alta é acumulada, mas entre março e abril, houve queda de 12,83% nos emplacamentos de ônibus.  A variação é considerada sazonal e, isoladamente, não preocupa. Em março, foram emplacados 1.309 ônibus e, em abril, 1.141 unidades.

No acumulado do ano, o segmento de ônibus responde por apenas 0,4% de todo o mercado automotivo, mesmo percentual do período de janeiro a abril de 2017.

Em relação às marcas de ônibus, Mercedes-Benz continua liderando, com quase 70% do mercado, seguida de MAN – Volkswagen e Marcopolo, que no caso, se refere à unidade de ônibus pequenos, Volare, que vende os veículos já montados.


Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário