quarta-feira, 30 de maio de 2018

Nova prefeita de Melbourne vai de bike, a pé e de transporte público

Mal tomou posse, a nova prefeita de Melbourne, na Austrália, Sally Capp, pediu que a gestão municipal desative seu carro oficial, que gera um custo de US $ 240 por dia ao s cofres públicos. Ela declarou que deseja usar uma forma de transporte mais sustentável. Agora, em vez de ser conduzida pela cidade a compromissos e reuniões, Sally vai pedalar, caminhar ou pegar o transporte público.

Foto: Bycicle Network

A notícia foi publicada na sexta-feira pela equipe local do Bicycle Network como um passo importante para reduzir o uso do carro e os congestionamento na cidade. Durante as eleições, a Bicycle Network entrevistou os candidatos sobre suas políticas de mobilidade, em especial as relacionadas às bicicletas. Reproduzimos a seguir as respostas, que explicam a decisão da nova prefeita.

Se eleita, a senhora deixaria de usar o carro da prefeitura e andaria de bicicleta para reuniões e aparições públicas?
Eu sou uma entusiasta da bicicleta e acredito que ela provoca uma grande mensagem positiva para a comunidade, em especial se as pessoas virem seus líderes cívicos pedalando na cidade. Por causa das pressões de tempo e outros aspectos práticos, ainda precisarei usar carros, mas posso prometer que as pessoas me verão comparecendo a eventos e reuniões com a minha bike.

O plano cicloviário de Melbourne para 2016-2020 tem o objetivo de que 25% dos veículos que entram no Centro durante as manhãs sejam bicicletas. Como alcançar esta meta?
Acho que precisamos garantir que o plano seja adequadamente financiado e implementado. Nós temos o caminho do sucesso para isso. Só precisamos segui-lo, nada mais (Melbourne tem uma extensa rede de bondes e na área central seu uso é gratuito, para desestimular o uso do carro).

Em que locais de Melbourne a senhora pretende implantar ciclovias protegidas durante seu primeiro mandato?
Eu apoio fortemente as ciclovias protegidas ao estilo de Copenhague . Elas têm sido uma adição fantástica à nossa rede de bicicletas. Se eu for eleita, pedirei um briefing sobre a implementação do Plano Cicloviário (Bike Plan) da cidade e irei buscar garantias de que o planejamento e a entrega dos próximos trechos de ciclovias protegidas já estão em andamento.

Como a senhora vê os sistemas de bicicletas compartilhadas de Melbourne?
O esquema de bicicletas públicas ancoradas em estações tem sido uma adição bem-vinda à cidade desde que foi implementado, cerca de uma década atrás, dando aos ciclistas uma outra maneira de se movimentar pela cidade. Eu também simpatizo com o conceito de bicicletas sem estações (dockless). Para mim, quanto mais bikes, melhor, mas trabalharei em especial com os operadores dockless, para gerenciar alguns dos problemas gerados pelo seu uso (Melbourne enfrentou graves problemas com as bicicletas sem estações. Várias delas foram jogadas no leito do rio Yarra, sobre árvores, ou simplesmente destruídas por vândalos).

*Tradução e adaptação: Marcos de Sousa/MobilizeBrasil

Mobilize Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário