sexta-feira, 18 de maio de 2018

Nova tarifa de ônibus de Natal será de R$ 3,65

O Conselho Municipal de Transporte Urbano definiu, na manhã desta sexta-feira (18), o valor da nova tarifa de ônibus em Natal. O custo das passagens de ônibus ficará R$ 0,30 mais caro, saltando dos atuais R$ 3,35 para R$ 3,65. O valor pode começar a vigorar já a partir de sábado (19), dependendo do prefeito Álvaro Dias.


Os empresários que operam o serviço na capital potiguar solicitaram, ainda em dezembro, a tarifa de R$ 4. Entretanto, a secretária Elequicina dos Santos, já no início da reunião do Conselho, informou que o debate do reajuste também dependia da negociação salarial com os rodoviários na data base da categoria agora em maio - o que ainda não foi definido.

A titular da STTU informou que as contrapartidas acordadas ano passado com o Seturn foram cumpridas dentro dos prazos: no ato que autorizou o reajuste em 2017, ficou acertada instalação de 100 novos abrigos em 4 meses. O sindicato das empresas também criaram acesso ao sistema de bilhetagem eletrônica e a frota de ônibus via sistema GPS.

O técnico da STTU Newton Filho, do departamento de Estudos e Projetos do órgão, apresentou as variáveis que embalaram os estudos que nortearam o cálculo da nova tarifa. Foi considerado desde o preço do combustível ao salário dos motoristas. Também foram apresentadas planilhas com retrospectiva de crescimento do valor da tarifa, quais cidades já concederam reajuste e seus respectivos valores, entre outras variáveis.

"Quando o Seturn apresentou a solicitação de reajuste em dezembro, perguntamos aos empresários se a negociação salarial poderia ser antecipada. Como não foi, estamos discutindo a solicitação para reajuste da tarifa só agora em maio, mês da data base da categoria", explicou Newton Filho.

O reajuste de R$ 0,30 foi sugerido na reunião e submetido à análise do Conselho, que aprovou por 16 votos a favor e três contra. A vigência da nova tarifa, se passa a valer já a partir de amanhã ou domingo (20), será definido pelo prefeito Álvaro Dias.

Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário