quinta-feira, 31 de maio de 2018

Reajuste da tarifa de ônibus é mantido na Câmara de Natal

Os vereadores voltaram a discutir e votar o Projeto de Decreto Legislativo, de autoria do vereador Sandro Pimentel (PSOL), que pede a revogação da tarifa de R$ 3,65 cobrada nos ônibus de Natal desde publicação no Diário Oficial do Município do último sábado, 19. O aumento da passagem, que antes custava R$ 3,35, foi mantido.


“Nós conseguimos duas grandes vitórias que foram a aprovação em regime de urgência e a derrubada do parecer contrário da Comissão de Justiça ao nosso Decreto, porém faltou a última vitória que era aprovar o decreto e revogar esse reajuste abusivo, imoral e ilegal”, disse Sandro Pimentel.

No total, 14 vereadores votaram pela permanência da passagem em R$ 3,65. Nina Souza, Ney Lopes Jr, Felipe Alves, Sueldo Medeiros, Ana Paula, Dickson Júnior, Chagas Catarino, Preto Aquino, Paulinho Freire, Bispo Francisco de Assis, Aroldo Alves, Luiz Almir, Dagô e Ubaldo Fernandes.

Votaram pela derrubada do aumento: Sandro Pimentel, Natália Bonavides, Professora Eleika, Robson Carvalho, Fernando Lucena, Dinarte Torres, Raniere Barbosa e Cícero Martins.

Para o presidente da CMN, vereador Raniere Barbosa (AVANTE), ao debater a matéria, a Câmara Municipal, enquanto poder fiscalizador, está sendo um órgão coerente e transparente. “A Câmara está apenas usando a sua prerrogativa legal, em nenhum momento nós iremos discutir o que não nos compete. Estamos discutindo a questão de um trâmite irregular e que provocou o aumento da tarifa de ônibus”, afirmou.

Luanda Pedrita, diretora da UMES e vice-presidente da UBES no estado, declarou que os alunos vão continuar a luta pela revogação do decreto. “Se não houver acordo nós iremos continuar pressionando, indo às ruas e lutando para que nossa voz seja ouvida e a passagem seja justa”, afirmou Luanda.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário