quinta-feira, 21 de junho de 2018

Bristol, na Inglaterra, introduz 21 ônibus a biogás

Foto: Divulgação
A Bristol Community Transport (BCT), maior operadora de transportes públicos da cidade de Bristol, na Inglaterra, investiu £ 7 milhões (aproximadamente R$ 34,7 milhões) numa frota de 21 ônibus urbanos movidos a biogás com chassis Scania e carroçaria Alexander Dennis para a sua linha m1 de Metrobus, operada pela First West England.

Os ônibus são neutros em carbono e funcionam com gás gerado a partir de resíduos alimentares.

O Metrobus é um novo sistema de transporte público em via dedicada da cidade localizada na região ocidental da Inglaterra. A rota m1 estabelece a ligação entre o sul de Bristol, o centro da cidade e o campus universitário local da Universidade de West of England.

Os novos ônibus Scania / Alexander Dennis dispõem de serviço Wi-Fi e pontos de carregamento por USB. Os passageiros têm de adquirir os bilhetes de transporte antes de embarcarem e as novas máquinas de venda automática iPoint em todas as paragens asseguram tempos mínimos de parada dos ônibus.

A Bristol Community Transport é a maior operadora de transportes daquela cidade inglesa e integra a empresa de transporte social HCT Group, que opera linhas sob concessão em Londres, Jersey, Guernsey e Leeds. Como empresa social, a Bristol Community Transport reinveste os lucros das operações comerciais na melhoria dos serviços de transportes das comunidades que serve.

“Como empresa social não temos acionistas e existimos para o benefício da comunidade”, afirma Dai Powell, presidente executivo do HTC Group. “Isso significa que reinvestimos o dinheiro que ganhamos no Metrobus em serviços para as pessoas idosas e de mobilidade reduzida da região, esperando que vão ai encontro às necessidades crescentes desses grupos”.

As outras duas linhas Metrobus (m2 e m3) serão operadas diretamente pela First West of England.

A BCT já administra quatro rotas de ônibus para o Bristol City Council e também oferece microônibus de baixo custo e acessíveis para grupos comunitários, clubes esportivos e instituições de caridade.

A empresa administra ainda o serviço de viagem por demanda de Bristol, através de chamadas telefônicas, oferecendo ônibus comunitários para pessoas mais velhas e deficientes, ajudando-os a acessar lojas e serviços de saúde, atividades sociais e ocasiões familiares. Em torno de 120.000 pessoas viajaram nesses serviços em Bristol em 2017.

Diário do Transporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário