domingo, 10 de junho de 2018

Especial UNIBUS RN: A presença do Torino GVII em Natal


Os modelos de ônibus da marca Marcopolo se destacam pela grande presença nas cidades. O ‘Torino’, principal produto urbano da encarroçadora gaúcha estão presente fortemente em todas as capitais e grandes cidades. O Especial UNIBUS RN resgata hoje a presença do Torino GVII, lançado em 1999 e que fez parte de boa parte das empresas potiguares.


A pioneira a adquirir unidades do modelo foi a Transportes Pirangy, com a compra de unidades no ano do lançamento, em 1999. Os ônibus tinham chassi Mercedes-Benz OF 1721, e após a venda da empresa, em 2001, foram repassados a Reunidas – sua compradora – e se mantiveram na frota até 2007.

Além deles, a Reunidas trouxe diversas outras unidades para a frota municipal. Adquiriu veículos de fábrica, e também trouxe modelos usados da Paraíba, de empresas do seu grupo empresarial. Parte desses veículos eram com configuração alongada. Todos os veículos da Reunidas tiveram chassi Mercedes-Benz OF 1721.


Um dos modelos pertencentes a Reunidas foi o primeiro ônibus da região metropolitana de Natal com porta de desembarque no meio do veículo. O carro de numeração 0818 passou por reforma, e teve a porta adaptada desde o início de suas operações, em 2005. A partir dos testes realizados com ele, em 2007, a frota de Natal teve a porta de saída modificada para o meio – permanecendo assim até 2010.


Na empresa irmã da Reunidas, a Santa Maria, o Torino GVII também esteve presente ‘aos montes’, e operaram linhas urbanas e metropolitanas da empresa. As configurações e contexto de compra (novos e usados) também ocorreu na Santa Maria. Enquanto na Reunidas eles saíram da frota em meados de 2008, na Santa Maria perduraram até meados de 2010.

 

Na Santa Maria, o pioneirismo do Torino GVII se deu pela presença de um veículo com elevador para deficientes físicos, na porta traseira. O modelo foi um dos últimos que passou a fazer parte da frota da empresa e não rodou por muito tempo na empresa. O ônibus já havia operado linhas na Paraíba, em empresas do mesmo grupo empresarial da Santa Maria.


Por duas ocasiões, o Torino foi comprado zero quilômetro pela maior empresa do estado, a Transportes Guanabara. Em 2001, três unidades passaram a fazer parte da frota da empresa – uma encarroçada em chassi Mercedes-Benz OF 1721, e duas no modelo OF 1417, também da Mercedes.

 


Em 2004 a empresa adquiriu novamente o modelo, desta vez com diversas unidades, todas encarroçadas em chassis Mercedes-Benz OF 1721.


Após ser vendida ao grupo pernambucano da Empresa Metropolitana, outras unidades do Torino também fizeram parte da Guanabara, estes, porém, usados de Pernambuco. Todas as unidades da empresa já foram aposentadas.


A Cidade das Dunas também adquiriu o modelo urbano da Marcopolo em mais de uma ocasião, com compras que ocorreram de 2003 a 2006, em variados chassis – Mercedes-Benz e Volkswagen – e configurações curtas e longas.

 

Alguns veículos fora repassados a empresa-irmã Cidade do Natal parta continuar suas operações em Natal.

Na Via Sul, as primeiras unidades do Torino GVII chegaram em 2006, e foram a maior renovação da empresa desde 1999 – em 2004, a empresa havia adquirido apenas um micro-ônibus do programa ‘Transporte Cidadão’. Os Torinos vieram usados de empresas do Rio de Janeiro, tinham chassis Mercedes-Benz OF-1417 e OF-1721 em configurações curtas e padrão, e haviam sido fabricados no ano de 2001.

 

No início de 2007, outras unidades, também usadas, chegaram à frota da Via Sul. Desta vez, veículos curtos, com chassis Mercedes-Benz OF 1417 fabricados em 2003 que tiveram a porta de saída adaptada para o meio do veículo. Uma unidade fez parte, inicialmente, da frota de Natal, e outras três foram direcionadas ao Consórcio Zona Sul, para operação de linhas metropolitanas – posteriormente os veículos receberam a pintura padrão da empresa após o fim da utilização da identidade visual do Consórcio.

 


Ainda em 2007, mais duas unidades passaram a fazer parte da frota da empresa. Eles haviam sido fabricados em 2004, e também eram usados do Rio de Janeiro.


A empresa Nossa Senhora da Conceição é a única das empresas operadoras de linha em Natal que mantém unidades do Torino GVII presentes em sua frota. Alguns veículos ainda fazem parte da frota ativa da empresa. Eles foram comprados usados do Rio de Janeiro – semelhante a todos os outros Torino GVII da empresa, uma vez que alguns veículos deste modelo já deixaram a frota dela. A empresa adquiriu veículos com chassis Mercedes-Benz OF 1721 (já aposentados) e OF-1722 (ainda em atividade).

 

 


Na região metropolitana de Natal, o Torino GVII também esteve presente na frota da empresa Oceano. A empresa comprou unidades zero quilômetro em 2002 encarroçadas em chassis Mercedes-Benz OF 1721, quando ainda tinha layout com predominância da cor amarela. Foram reformados, ganhando a predominância da cor branca na pintura, e permaneceram na frota até meados de 2012.


Além deles, comprados quando a Guanabara ainda era sua proprietária, a empresa Metropolitana – que a adquiriu junto com a Guanabara em 2010 – incluiu em sua frota um Torino GVII em configuração semelhante aos já existentes em tamanho e chassi, usado de Pernambuco.


Já na frota da empresa Trampolim da Vitória, o Torino GVII esteve presente inicialmente com duas unidades de chassi Mercedes-Benz OF 1418 usadas do Rio de Janeiro. Posteriormente, a empresa recebeu novas unidades repassadas da empresa pernambucana Cidade Alta, após ter sido adquirida.

 

Também operadora de linhas na grande Natal, a Parnamirim Field teve duas unidades do Torino GVII, ambos repassados da empresa Cidade das Dunas, sua acionista. Um veículo curto e outro longo, de chassis Mercedes-Benz OF 1417 e outro Volkswagen 17-210 OD.

A empresa Barros também foi uma grande compradora do modelo, todos eles usados das empresas Reunidas e Santa Maria. A maioria dos ônibus passou por reformas, perdendo a porta traseira. Além disso, todos eles ganharam bancada acolchoada ou rodoviária, e cortina nas janelas. Após a parte da empresa que operava as linhas ser vendida para a Trampolim da Vitória, os ônibus foram direcionados ao setor de fretamento, onde a Barros atua, e permanece com parte deles em sua frota.


UNIBUS RN
Fotos: Acervo UNIBUS RN/Ônibus Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário