domingo, 26 de agosto de 2018

STTU revitaliza sinalização de faixa compartilhada na Hermes da Fonseca

Divulgação/STTU
A Prefeitura do Natal por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, revitalizou a sinalização de faixa compartilhada entre ônibus, transporte escolar, táxis e bicicleta ao longo da Av. Hermes da Fonseca. A avenida ganhou também um novo recapeamento e agora recebe todo de trabalho de revitalização da sinalização horizontal e vertical no sentido Centro/Bairro.

De acordo com o presidente da Associação de Ciclista do RN, José Canuto essa é mais uma ação que mostra o compromisso da gestão municipal na valorização do ciclista. Para ele, “Natal deu um salto de qualidade muito grande de uns dois anos pra cá. O investimento em ciclovias só traz benefícios”.

Além desta via, toda a Prudente de Morais também ganhou faixa compartilhada. Os investimentos também beneficiaram a Ponte Newton Navarro, Avenida João de Deus no bairro de Santos Reis e Av. do Contorno, Duque de Caxias, Rio Branco e rua Almino Afonso no bairro da Ribeira, onde foram alocados R$ 300 mil.

A novidade desse projeto na Ribeira é que o trecho da avenida Duque de Caxias está sendo transformado em ciclorrota. O chefe de setor viário da STTU, Carlos Milhor, explica que já é tradicional naquela região o fluxo de bicicleta pelos moradores. Para facilitar ainda mais a mobilidade no local, a Secretaria optou pela ciclorrota. “Estamos fazendo a sinalização vertical e horizontal da via e indicando que a velocidade no local é de 30 km/h para priorizar os ciclistas. Além disso, os agentes de mobilidade estão realizando um trabalho para orientar pedestres, motoristas e ciclistas”, detalha o técnico.

De acordo com o secretário de Trânsito da STTU, Walter Pedro a determinação do prefeito Álvaro Dias é que seja finalizado o Plano Cicloviário de Natal que disponibilizará mais de 72 km em ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas compartilhadas divididos nas quatro regiões da cidade. “Isso vai ajudar na diminuição do tráfego de veículos, melhorar o meio ambiente e diminuir a emissão de gases poluentes oriundos da queima de combustível dos carros”, destaca Walter Pedro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário