Header Ads

BR-101 tem 75% de obras concluídas

Com seis das oito obras planejadas já executadas, o pacote de intervenções na BR101 já está aproximadamente 75% concluído, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Na manhã desta quarta-feira (19), a pista principal da BR-101, na altura do Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim, foi interditada para construção do viaduto que fará parte do complexo, uma das duas últimas intervenções a serem feitas na rodovia, juntamente com o túnel que dá acesso à avenida das Alagoas, em Neópolis.

Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte

Até o momento, foram investidos R$ 125 milhões na obra. O custo total de todas as intervenções está orçado em R$ 152 milhões. As obras se estendem ao longo da BR-101 ao longo de 14 km, do viaduto de Ponta Negra até o Instituto Federal (IFRN) de Parnamirim. Uma vez concluídas, a previsão é de que a velocidade média passe dos atuais 60 km/h para 80 km/h na via o que, consequentemente, aumentaria a capacidade de fluxo de veículos de 12 mil para 20 mil por faixa.

O viaduto em frente ao parque Aristófanes Fernandes, que atualmente está em construção, custará R$ 11 milhões. A via deve permanecer interditada pelos próximos oito meses, tempo estimado para conclusão da obra, de acordo com o Dnit. Já em relação à iluminação dos trechos, o Dnit afirma que foram realizadas tratativas entre o órgão e as prefeituras municipais de Natal e Parnamirim, de modo que a iluminação pública sobre as obras seja implementada pelas próprias Prefeituras.

A equipe de reportagem da TRIBUNA DO NORTE esteve no local atualmente interditado em Parnamirim para a realização das obras, e constatou que o trânsito estava fluindo tranquilamente no local apesar do fechamento de parte da via. Nos horários de pico, no entanto, a expectativa é de que o trânsito fique mais lento especialmente nos trechos que atualmente estão fechados, tanto em Parnamirim, como na altura da avenida das Alagoas.

O cronograma prevê a conclusão do projeto para o segundo semestre de 2019, prazo que deve ser mantido pelo órgão. Além das vias principais, estão sendo implantadas as marginais restantes na obra, de modo a torná-las contínuas em ambos lados da via. Ao todo, serão 21,33 km de vias marginais, com previsão final para execução e recuperação até o fim de 2019.

Número

R$ 152 milhões. É o orçamento total para as intervenções na BR-101. Já foram executados R$ 125 milhões.

Desapropriações travam obra no Gancho de Igapó

Outra obra que está em andamento sob responsabilidade do DNIT é a do gancho de Igapó, na zona Norte da cidade. O projeto prevê a construção de um viaduto para o tráfego no trecho da BR-101 que passa pelo local, com um túnel com dois ramos para o tráfego no sentido zona norte - Centro.

A superintendência regional do Dnit deu a ordem de início das obras no dia 15 de outubro deste ano, data na qual a empresa responsável deu início à execução dos desvios de tráfego no local. No momento, de acordo com o órgão, além da conclusão dos desvios estão sendo realizadas as tratativas para resolução de problemas "relativos a interferências de concessionárias que ocupam a faixa de domínio", de acordo com o Dnit.

Também estão sendo resolvidas as questões que dizem respeito à desapropriação de 37 imóveis da área, que precisarão ser demolidos para a realização das obras. A maior parte dos processos, de acordo com o DNIT, já está concluída. A pretensão, afirma a superintendência, é de concluir as questões de interferências pendentes, assim como os processos de desapropriação até o primeiro trimestre de 2019, quando deve acontecer o início efetivo das obras no local.

Tribuna do Norte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.