Header Ads

Cuba recebe 89 ônibus chineses para reforçar transporte público da capital Havana

Um lote de 89 ônibus da China chegou ao porto de Havana, capital de Cuba, nesta quarta-feira, dia 16 de janeiro de 2019.

O transporte público da capital cubana vem sofrendo um déficit crônico no setor há muitos anos, informou a mídia estatal da ilha.

Foto: Divulgação

Os ônibus da marca chinesa Yutong foram adquiridos por meio de um acordo firmado pelos ministérios cubanos de Transporte e o de Economia e Planejamento com entidades do país asiático, com o objetivo de modernizar progressivamente a frota de transporte de passageiros.

A notícia, veiculada num noticiário da televisão cubana, informou também que as autoridades do país confirmaram que o crédito para o investimento, no valor de 16 milhões de dólares, será pago aos chineses em um período não superior a 24 meses.

Do total de veículos comprados, 50 são ônibus articulados e 39 híbridos (alternando diesel e eletricidade).

Quatro terminais de ônibus de Havana incorporarão os novos veículos chineses nas próximas semanas. Eles serão distribuídos em linhas que atendem o sistema de transporte coletivo da cidade, onde 1,2 milhão de pessoas circulam diariamente, 1,1 milhão delas em 7.600 viagens de ônibus, de acordo com dados do governo cubano.

Até o final de 2018, Havana tinha cerca de 700 ônibus operando no sistema de transporte público, distribuídos em 126 linhas, número bem abaixo da demanda.

A alternativa tem sido os transportadores privados – a maioria proprietários de almendrones, como são chamados os carros americanos antigos usados como meio de transporte. Nos últimos meses, no entanto, a licença para mais de 2.000 taxistas autônomos foi revogada devido a deficiências técnicas, o que reduziu o número desses veículos em serviço, e aumentou a pressão por mais oferta de transporte.

Diário do Transporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.