Header Ads

AP: Fiscalização em Macapá recolhe 11 ônibus por falhas em elevadores e assentos

A Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) tem realizado ações de fiscalização dos ônibus nos terminais de linha da capital do Amapá. Durante a semana, a CTMac multou 11 ônibus de empresas que atendem ao transporte de passageiros em Macapá. Os veículos foram impedidos de circular e as empresas deverão pagar multa de R$ 1,8 mil por cada ônibus recolhido.


A fiscalização detectou o funcionamento precário de elevadores para deficientes físicos e luzes de sinalização, além da falta de qualidade de assentos.

Em entrevista à Rede Amazônica, o diretor-presidente da CTMac, André Lima, lembrou que em vistorias no início do ano nas garagens, as empresas com irregularidades foram notificadas.

“Agora, fomos as ruas para verificar se as melhorias haviam sido cumpridas. Constatamos que alguns equipamentos ainda não estavam funcionando e por isso resolvemos apreender os carros, para que as empresas paguem a multa e resolvam as irregularidades”, afirmou o gestor.

A fiscalização desagradou ao Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Amapá (Setap), que afirmou que a apreensão foi “injusta e prejudicial” à população. A Setap prometeu ingressar com medida judicial em defesa das empresas.

Em novembro de 2018, a CTMac afirmou, após vistoriar as cinco empresas que prestam o serviço de transporte coletivo na cidade, que 142 ônibus estavam inaptos para circular. Isso representa mais de metade da frota do transporte coletivo urbano, composta por 230 veículos. As empresas receberam prazo para a regularizar a situação.

Foram identificados problemas como falta de acessibilidade, danos em elevadores, falta de assentos comuns e para cadeirantes, estofados rasgados, para-brisas quebrados e pneus carecas, segundo relatou matéria do site G1/Rede Amazônica da época.

Diário do Transporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.