Header Ads

Internacional: Paris com ar mais limpo

A capital francesa Paris já sofre há algum tempo dos malefícios ocasionados pela poluição, principalmente aquela vinda dos transportes. Para reverter esse quadro negativo, começou a colocar em prática seu audacioso plano de ter uma frota de ônibus urbano livre de emissões poluentes até o ano de 2025. A cidade quer ser uma das líderes mundiais em transporte público sustentável, tendo 2/3 de seus ônibus movidos a eletricidade e 1/3 por biometano. O plano Bus 2025 estabeleceu, desde 2015, um planejamento com metas, avaliações e a incorporação de ônibus limpos. Para isso, políticas públicas foram adotadas no sentido de alcançar sucesso frente a um desafio bem complexo.

Imagem - RATP/Jean François Mauboussin

E, por meio de uma licitação pública que teve início em janeiro do ano passado, a RATP, operadora do transporte público, em conjunto com o governo local, destacou o primeiro passo dado para a renovação da frota com a divulgação, há poucos dias, de três nomes que fornecerão ônibus elétricos com 12 metros de comprimento, dentro de um volume potencial para 800 unidades, com um pedido firme de 150 veículos para serem entregues entre 2020 e 2022. Ao todo, serão investidos 800 milhões de euros pela autoridade sindical Île-de-France Mobilités na iniciativa ambiental.

Os primeiros ônibus elétricos a baterias serão produzidos pelas fabricantes Heuliez Bus, Bolloré e Alstom. De acordo com a RATP, a adoção maciça de ônibus elétricos requer uma infraestrutura específica para a recarga das baterias dos mesmos. Isso exige da transportadora modificações em terminais e garagens, aspectos que já estão sendo realizados. A frota da RATP conta com 4.700 ônibus, sendo 950 com tração híbrida, 140 movidos a gás natural/biometano, 83 totalmente elétricos e o restante a diesel. Neste ano, chegarão mais 77 ônibus elétricos e outros 50 com propulsão a gás/biomentano.

Paris sediará os Jogos Olímpicos de 2024. Nesse contexto, a cidade busca reduzir as emissões poluentes, se transformando em um exemplo mundial em termos de sustentabilidade ambiental.

Revista AutoBus

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.