Header Ads

Maio Amarelo: Ônibus é o meio de transporte terrestre sobre pneus mais seguro do País, diz monitoramento do Ministério da Saúde

Se mais pessoas andassem de ônibus, o trânsito poderia ser mais seguro com redução no número de acidentes e mortes. De acordo com os dados mais recentes do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, trazidos pela NTU, associação que representa mais de 500 empresas de ônibus urbanos e metropolitanos no País, em 2016 houve 180 mortos em acidentes com ônibus (urbano e rodoviário), ou menos de 0,5 % do total de vítimas do trânsito.

Foto: Ilustração/UNIBUS RN

O dado ganha mais força quando é levado em consideração o fato de que, em algumas cidades, como São Paulo, os ônibus serem responsáveis por mais de 30% de todas as viagens diárias.

Para o presidente da associação, Otávio Cunha, os dados da pasta colocam o ônibus como o meio de transportes terrestres sobre pneus como o mais seguro.

“Dados do Ministério da Saúde apontam o ônibus como o meio de deslocamento mais seguro, responsável pelo menor índice de mortes no trânsito” – disse em nota da associação enviada à imprensa especializada, nesta sexta-feira, 03 de maio de 2019.

A NTU informou que aderiu mais uma vez à campanha Maio Amarelo, para redução de acidentes.

Neste ano, o lema é “No trânsito, o sentido é a vida”.

A entidade tem disponibilizado para as empresas de ônibus associadas os materiais da campanha “#MeOuça”, assinada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV em parceria com a Anfavea, que reúne os fabricantes de veículos.

A ação publicitária aborda o tema comportamento seguro no trânsito a partir da reflexão de crianças sobre álcool e direção, uso de celular ao volante e sobre outros hábitos que podem ocasionar acidentes.

Em uma das peças de divulgação da campanha, o transporte coletivo é colocado como alternativa para diminuição dos acidentes de trânsito: uma jovem sugere que os pais deixem o carro em casa e usem o transporte coletivo, caso saiam para beber.

Outras peças publicitárias da campanha trazem dados para criar impacto e reflexão, como a informação de que um condutor sob efeito de álcool é 14 vezes mais propenso a ser responsável por um acidente fatal, segundo dados da OMS – Organização Mundial de Saúde.

O Brasil é um dos países com mais mortes no trânsito.

Segundo dados do Observatório Nacional de Segurança Viária, “o Brasil é o quarto país que mais mata no trânsito; nos últimos 20 anos, morreram mais de 662 mil pessoas em acidentes desse tipo, que representam um custo anual de R$ 56 bilhões”. – destaca a nota da NTU.

Diário do Transporte

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.