Header Ads

Natal: Transporte alternativo é discutido na Comissão de Planejamento Urbano

A situação do transporte alternativo na capital potiguar foi o assunto principal debatido na Comissão de Planejamento Urbano, Meio Ambiente, Transporte, Habitação, Legislação Participativa e Assuntos Metropolitanos da Câmara Municipal de Natal.

Foto: Verônica Macedo (Câmara Municipal de Natal)
Diversos permissionários e representantes dos opcionais estiveram na Casa e relataram aos parlamentares dificuldades e conflitos junto à Secretaria de Mobilidade Urbana. Entre eles, as mudanças de itinerário, concessão do certificado de vistorias, fornecida pela STTU, e a licitação dos transportes.

“Estamos aqui para solicitar aos vereadores que nos ajudem a resolver essas questões que atrapalham o trabalho da nossa categoria. Transportamos uma fatia significativa da população e precisamos de apoio para continuar fornecendo um bom serviço”, afirmou Nivaldo Andrade, presidente do Sindicato dos Transportes Alternativos.

“São problemas que travam o dia a dia dos trabalhadores. Contamos com o Legislativo natalense na busca de soluções”, pontuou Grace Kelly, presidente da Associação dos Proprietários de Transporte Alternativo de Natal.

Integrante da Comissão e líder da bancada governista na Câmara, o vereador Kleber Fernandes (PDT) ouviu os permissionários e se comprometeu a levar as questões ao Executivo. “Observamos atentamente cada reivindicação e já estamos encaminhando uma pauta com os principais pontos a serem apreciados em reunião com a STTU, no sentido de tentarmos intermediar esse diálogo para resolver as situações que foram colocadas neste plenário”.

De acordo com o vereador Raniere Barbosa (Avante), o colegiado vai formatar uma relação de solicitações. “É importante que a titular da pasta do Transporte receba uma comissão formada pelos permissionários para avaliar cada ponto. Existe uma categoria que se sente prejudicada em sua viabilidade financeira, bem como os usuários que estão sendo punidos com algumas alterações feitas pela prefeitura. Diante disso, vamos atuar para chegar ao entendimento, que acredito ser possível. Trata-se de um segmento muito relevante para a mobilidade da cidade, portanto, merecem mais segurança jurídica e garantias econômicas”.

“Os problemas de mobilidade urbana afetam a todos, sem exceção. Por este motivo recebemos aqui as entidades que representam o transporte alternativo para começarmos enfrentar desafios que comprometem os serviços para a população”, destacou o vereador Klaus Araújo (SD), presidente da Comissão. “Convidamos também a Semurb para trazer informações acerca da revisão do Plano Diretor. Por exemplo, queremos saber sobre as áreas de interesse turístico e social, que são espaços fundamentais para o desenvolvimento da capital.

Fonte: Agora RN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.